Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 015| Ano 2 | Set 1997
CULTURA
CULTURA

Notas

Romanceiro da Cidade

A representação da cidade na literatura é o seminário promovido pela Secretaria de Cultura da prefeitura de Porto Alegre, até o dia 29 de novembro, no Teatro Renascença, Centro Municipal de Cultura, (Avenida Erico Verissimo, 307, bairro Menino Deus). As inscrições podem ser feitas no próprio Centro Municipal de Cultura das 9h às 18h, por R$ 40,00. O seminário, sempre realizado das 9h às 12h, terá como painelista, no dia 4 de outubro, Wander Mello Miranda, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com Belo Horizonte, Pedro Nava. No dia 18 de outubro, Paris, Marcel Proust, por Tatata Pimentel, da PUCRS. No dia 25 de outubro, Rio de Janeiro, Rubem Fonseca, por Renato Cordeiro Gomes, da UERJ. No dia 1º de novembro, Buenos Aires, Roberto Arlt, por Luís Augusto Fischer, da UFRGS. No dia 8 de novembro, Berlim, Alfred Döblin, por Marcelo Backes, da UFRGS. No dia 22, Porto Alegre, Erico Verissimo, por Cláudio Cruz, da Ritter dos Reis. E no dia 29 de novembro, Cidades Invisíveis, Italo Calvino, por Jaime Ginzburg, da UFSM.

Homenagem paraguaia

O Festival de Cinema de Gramado vai receber uma homenagem. A comissão diretora do 8º Festival Cinematográfico Internacional de Assunção, que será realizado de 9 a 19 de outubro na capital paraguaia, concederá o Panambí Honorífico Oscar Trindad ao coordenador do festival brasileiro, Esdras Rubin, na abertura do evento. Este festival é organizado pela Fundación Cinemateca del Paraguay. A propósito, o nome do troféu Panambí significa borboleta azul, na língua Guarani.

Llosa em Porto Alegre

A Feira do Livro de Porto Alegre, que começa no dia 31 de outubro, promete esquentar os ânimos de seus peregrinadores. Entre os escritores que já confirmaram presença está Paulo Coelho, Laura Esquivel, Jorge Enrique Adoum, Fernando Arrabal e Mario Vargas Llosa, autor de A guerra do fim do mundo, inspirado pela Guerra de Canudos, após pesquisa in loco no sertão da Bahia.

Tampa de panela

O menino, a favela e as tampas de panela, produzido para a TV Cultura em 1995, será apresentado no Festival Internacional do Filme Infantil de Chicago, em outubro. Rodada em 16 milímetros na favela de Paraisópolis, em São Paulo, e dirigido por Cao Hamburger, o especial mostra as peripécias do garoto Zezé para se divertir. O vídeo ganhou medalha de prata no Festival Internacional de Nova York e foi premiado também no Prix Jeunesse, na Alemanha, no Rio Cine Festival e no Uruguai.

Viagem a Florença

Originais de Michelangelo, gênio da segunda fase da Renascença italiana, estão sendo exibidos no Museu de Arte de São Paulo (Masp) até o dia 15 de novembro. São 20 desenhos originais, em sua maioria estudos em sangüínea para os personagens com que Michelangelo povoou os afrescos da Capela Sistina. A mostra fica aberta de terças a sextas, das 9h às 22h, e sábados e domingos, das 8h às 22h. Durante o período de exposição, será sorteada entre os visitantes uma viagem a Florença para uma pessoa, com direito a acompanhante, com passagem e estadia para três dias.

Brasil na Espanha

A 15ª edição da Feira Internacional do Livro (Liber), que será realizada de 8 a 12 de outubro, na capital espanhola, Madri, será dedicada ao Brasil. O evento anual já conta com a adesão de mais de 250 expositores, que pretendem, além de divulgar a literatura brasileira, discutir em encontros e palestras, temas como comércio do livro, bibliotecas escolares e política do estado para o livro. Contatos podem ser feitos pelo telefone 00341/722.5000 ou fax 00341/722.5788. A participação do Brasil na 15º Liber é mais uma demonstração da atenção que os espanhóis estão dedicando à arte contemporânea brasileira. Além de várias exposições individuais de artistas brasileiros em galerias do país de Goya e Velázquez, a feira Arco 97, também em Madri, dedicou a edição à arte latino-americana e reservou a participação maior para o Brasil, que compareceu com dez galerias. A revista “Lapiz”, a mais conceituada publicação de arte do país, também dedicou todo um número duplo (agosto e setembro) à produção artística brasileira. Ainda, os museus Reína Sofía e Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo aumentaram seus acervos brasileiros.

Aniversário quase em dia

O Museu Histórico Nacional (MHN) comemora 75 anos em outubro com a quase totalidade de seu acervo restaurado e projetos de concluir a recuperação de seu complexo arquitetônico histórico, o maior do Rio de Janeiro, com 18 mil metros quadrados de área construídos em quatro séculos. O museu abriga cerca de 67% dos acervos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e teve seu público recorde no ano passado, 150 mil pessoas. A programação do aniversário do MHN prevê um seminário internacional reunindo museólogos, antropólogos e historiadores do país e exterior, e distribuição de medalhas comemorativas.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS