Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 037 | Ano 4 | Nov 1999
PELO MUNDO
PELO MUNDO

Um retrato do brasileiro 6 bilhões

Quando você tiver terminado de ler esta frase, o mundo terá 15 crianças a mais do que quando você começou. É neste ritmo alucinante que cresce a população da Terra no final do milênio, batendo a marca dos 6 bilhões de habitantes e se encaminhando para virar o ano 2000 com cerca de 20 milhões a mais de pessoas que esse patamar. O habitante 6 bilhões nasceu no dia 12 de outubro e, de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), veio ao mundo na semi destruída Sarajevo, capital da Bósnia e que enfrentou uma das tantas guerras étnicas que caracterizam o final do século. Por que Sarajevo? Porque esse habitante certamente será pobre, encontrará dificuldade para se alimentar, seus pais estarão desempregados e, bem, a ONU não o faria nascer no Brasil. Mas, pelas características descritas acima, esse habitante poderia ser brasileiro. De cada 6 mil bebês que nascem a cada dia no país dois terços são pobres; quase metade nasce no nordeste, uma região assolada pelos problemas sociais graves da falta de distribuição de renda; de cada cem crianças nascidas, 66 dificilmente completarão os oito anos de ensino básico; cerca de 23 em cada mil morrerão antes de completar um ano; e quatro em cada dez estarão desempregadas ao completar 18 anos.

É com esses indicadores que o Brasil vai enfrentar o século 21, um século em que a nossa população vai envelhecer e, com isso, terá de usar com mais intensidade ainda os serviços de saúde e previdência do Estado. Um sistema, diga-se de passagem, quebrado. A população vai envelhecer porque viverá mais, ao mesmo tempo em que a natalidade será reduzida pelos programas de controle populacional. Vivendo mais, terá de trabalhar mais. Com isso, reduzirá as chances de quem quiser ingressar no mercado.

A Terra deverá chegar aos 10 bilhões de habitantes em 200 anos, quando o Brasil abrigará uma população superior a 300 milhões de pessoas (o dobro da atual). O brasileiro 6 bilhões não estará mais aqui, mas seus netos e bisnetos poderão lembrar desse marco pensando em como a vida era difícil naquele tempo.

Número de um mundo gigantesco

A cada segundo, 3 crianças nascem no mundo todo

De cada cem nascimentos, 85 são de pessoas que vivem no chamado Terceiro Mundo

Nos últimos 12 anos a população aumento em 1 bilhão de pessoas

Em 1927, a Terra tinha apenas 2 bilhões de pessoas

Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.