Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 044 | Ano 5| Agost 2000
CULTURA - ESPECIAL

Rádio Esmeralda…onde a música se esbalda

César Fraga

Teatro? Show musical? Quem sabe, as duas coisas? Impossível não fazer referência a Tangos e Tragédias da dupla Hique Gomez e Nico Nicolaievski. Rádio Esmeralda – Um amor de Parceria é certamente a grande promessa da(s) próxima(s) temporada(s). O próprio Hique aposta todas suas fichas nisso.

A dupla Simone Rasslan e Adriana Marques aposta na musicalidade e no bom humor nas apresentações

Foto: Agência RBS

A dupla Simone Rasslan e Adriana Marques aposta na musicalidade e no bom humor nas apresentações

Foto: Agência RBS

Desde que viu as meninas – Adriana Marques e Simone Rasslam – cantando juntas na Expomúsica, no ano passado, em Gramado, Hique Gomez ficou com idéia fixa de trabalhar com as cantoras. O primeiro passo foi o aliciamento com o convite para ambas fazerem uma participação especial no Tangos, em janeiro deste ano, no Teatro São Pedro. Elas foram e arrasaram. Depois, Hique assistiu novamente ao espetáculo Um amor de parceria em que elas apresentavam parte do repertório que hoje compõe a base do novo espetáculo. Convidou-se para dirigi-las e o resto é história. Também é a primeira vez que ele dirige outro artista que não ele próprio. “Há muito em comum entre o trabalho das gurias e o Tangos. Nós interpretamos outros artistas e elas também. Somos performáticos e elas idem. Além disso, nossos repertórios foram catados na mesma lixeira cultural”, justifica o diretor.

Cristiane Rochol

Divulgação

Cristiane Rochol

Divulgação

Mas, semelhanças a parte, Rádio Esmeralda é totalmente original em relação ao seu ilustre predecessor. Tudo se passa em uma rádio, a Esmeralda, é claro, em um programa chamado Um Amor de Parceria. “A rádio serve para contextualizar o universo delas no show. É o gancho que segura todo o repertório de canções dentro de uma lógica: a de um programa feminino, transmitido em uma rádio AM”, explica Hique. Quem assistiu ao filme A Hora da Verdade, de Henrique de Freitas, lembrará da rádio e das vinhetas criadas por Hique. O nome foi reaproveitado com autorização dos criadores.

Recentemente soube-se que existe uma rádio de verdade também chamada Esmeralda em uma cidade do interior do estado. Quem está na platéia tem a sensação de assistir a uma paródia radiofônica bem humorada de um programa de rádio feminino com auditório, com quadros e esquetes que privilegiam a estética sonora e de comunicação da velha rádio Caiçara: “onde a música não pára”. Lembram? Bem, na “Rádio Esmeralda… a música se esbalda”. Mas tudo isso é só um pretexto para as garotas cantarem. E como cantam. “Eu me emociono até nos ensaios”, confessa Hique, denunciando um certo tietismo ao trabalho das moças.

Com o casamento entre a idéia de fazer um espetáculo tendo uma rádio como cenário e um musical com temática feminina, Hique, Adriana e Simone montaram a seis mãos o roteiro que foi pela primeira vez ao palco do teatro Renascença em abril. A primeira temporada obteve sucesso incondicional de público. Também foi o primeiro espetáculo a não apenas permitir, como pedir que o público deixasse seus telefones celulares ligados. Em um dos quadros, elas ligam para as pessoas no estilo dos radialistas populares criando momentos do tipo “peça e ofereça”, no caso, o “ouvido premiado”, em que o público tem de adivinhar qual a melodia que está sendo tocada ao piano por Simone, além de poder oferecer ao ser amado.

Mas quem são essas garotas? Não, não se trata de novatas. As duas já têm um currículo invejável no cenário musical gaúcho. Adriana já cantou no Bando Barato pra Cachorro e no Cuidado que Mancha, além de manter carreira solo desde tenra idade, nos anos 80, e de ter um disco lançado com clássicos da década de 30. Simone, que também é pianista, veio de Corumbá, no Mato Grosso, onde desenvolvia um trabalho de regente de grupos vocais. A vinda para Porto Alegre foi em busca de espaço para se desenvolver como instrumentista e regente. “Aos 16 anos eu já era regente e tocava piano profissionalmente”, recorda a cantora. Também fez parte do Cuidado que Mancha. Embora as duas tenham montado o espetáculo juntas só agora, já são amigas de longa data, espécie de comadres. Já participaram de vários projetos musicais em comum. É justamente daí, das coisas em comum, que entrou no repertório a canção título do programa. Um amor de parceria, canção de Noel Rosa, conta a trajetória de duas mulheres que são enganadas pelo mesmo homem e resolvem se unir para arranjar uma vingança. Como resultado elas ficam amigas e o gajo se dá mal. Esta amizade possível entre as mulheres e a cumplicidade são a tônica buscada na produção e no discurso de Rádio Esmeralda. “Sempre fica aquela coisa do cara se dar bem e as mulheres se odeiam. No nosso caso é diferente”, diz Adriana Marques.

São várias as coisas, dentro e fora do âmbito profissional que as unem. Uma delas é que, fora dos palcos, são professoras. Adriana leciona para o ensino fundamental e Simone dá aulas de educação musical, ambas em escolas da rede privada. “Na verdade, não somos atrizes, somos cantoras que interpretam de forma performática e a experiência de domínio de público que o magistério nos dá é decisiva para suprir a falta de técnica em atuação”, garantem as cantoras Simone e Adriana.

Nova temporada vai até agosto

Hique Gomez: o diretor da rádio

Foto: René Cabrales

Hique Gomez: o diretor da rádio

Foto: René Cabrales

O show musical “Rádio Esmeralda – Um Amor de Parceria” com Adriana Marques e Simone Rasslan, direção de Hique Gomez, entrou em temporada no Teatro Bruno Kiefer – Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre, no dia 28 de julho e permanecerá em cartaz até 27 de agosto. Sextas e sábados às 21 horas e nos domingos, às 20 horas.
O patrocínio da temporada é do Sindicato dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS) e da TVCom.
Os ingressos podem ser obtidos na bilheteria do Teatro Bruno Kiefer por R$ 10,00. Professores sócios do Sinpro/RS pagam R$ 5,00 diante da apresentação do Cartão do Associado. Se ainda tiver Cartão do Assinante da Zero Hora paga R$ 4,00.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS