Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 053 | Ano 6| Jul 2001
CULTURA
CULTURA

Concurso reflete imaginário do trabalhador

Jimi Joe
Iniciativa pretende retratar as transformações no mundo do trabalho

Foto: Divulgação

Iniciativa pretende retratar as transformações no mundo do trabalho

Foto: Divulgação

A oitava edição do Concurso Histórias de Trabalho foi lançada no último dia 5 de junho, juntamente com a entrega de prêmios aos vencedores da sétima edição e o lançamento, com sessão de autógrafos, do livro relativo ao ano 2000, no Centro Municipal de Cultura. Coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, o concurso surgiu em 1994 numa iniciativa do movimento sindical e da Universidade do Trabalho (Unitrabalho) como forma de retratar e avaliar as transformações no mundo do trabalho. Tendo o trabalho como tema, o concurso engloba poesia, crônica, conto, cartum, fotografia, ensaio acadêmico, redação escolar, história em quadrinhos e lembranças e vivências.

Segundo Mauro Gaglietti, coordenador do Livro e Literatura da SMC, os trabalhadores continuam participando do concurso mas de uma forma mais individualizada. Ele detecta uma retração da participação dos sindicatos e seus representantes no concurso e acredita que isso possa ser fruto de uma nova situação sócio-econômica na qual as lutas sindicais do dia-a-dia acabam tomando a maior parte do tempo. A participação do movimento sindical, porém, é de fundamental importância para o projeto Histórias de Trabalho. “É uma forma de pesquisar que elementos compõem o imaginário do trabalhador”, diz Gaglietti.

Segundo Mauro Gaglietti, coordenador do Livro e Literatura da SMC, os trabalhadores continuam participando do concurso mas de uma forma mais individualizada. Ele detecta uma retração da participação dos sindicatos e seus representantes no concurso e acredita que isso possa ser fruto de uma nova situação sócio-econômica na qual as lutas sindicais do dia-a-dia acabam tomando a maior parte do tempo. A participação do movimento sindical, porém, é de fundamental importância para o projeto Histórias de Trabalho. “É uma forma de pesquisar que elementos compõem o imaginário do trabalhador”, diz Gaglietti.

cultura7

Fotos: René Cabrales

Fotos: René Cabrales

A participação da Unitrabalho no concurso continua efetiva. A divulgação do evento pela entidade tem atraído participantes de vários pontos do país. Foi o caso de Maria Carmela Buonfiglio, pesquisadora da Universidade Federal da Paraíba, vencedora da categoria Ensaio Acadêmico em 1998. Ela ficou sabendo do concurso através de um boletim informativo da Unitrabalho. O
cultura8

Not available

Not available

trabalho de Maria Carmela faz uma cronologia de manifestações, conflitos e greves contra a reestruturação produtiva verificada entre julho de 1996 e outubro de 1997. Abrangente, vai de ações como a do Sindicato dos Sapateiros do Ceará contra o trabalho nas falsas cooperativas à atuação de desempregados franceses passando pela rearticulação do sindicalismo mexicano.
cultura9

Not available

Not available

Entre os vencedores do ano passado há representantes do Rio Grande do Norte, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro além de autores de diversas cidades do interior do Rio Grande do Sul. A abrangência temática vai da poesia burilada do jornalista carioca Francisco Oban à prosa pulsante, que seria experimental não fosse puramente primitiva, da dona de casa Ana Luiza Pinto.

 

As inscrições para a edição 2001 vão até 31 de agosto e devem ser feitas no Centro Municipal de Cultura (Av. Erico Verissimo, 307) em Porto Alegre ou pelo correio. Mais informações pelo telefone 051 3221 6622, ramal 220.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS