Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 057 | Ano 6 | Nov 2001
ENSINO PRIVADO
SEMINÁRIO II

Em debate inserção e democratização

O  3º Seminário Limites e Possibilidades da Educação Superior na Região da Campanha e Fronteira Oeste, ocorrido no último dia 27 de outubro, em Bagé teve como centro dos debates o tema Universidade Comunitária: Inserção e Democratização. Os painéis foram ministrados por Dinizar Becker, doutor em Economia Política (Unicamp) e Astor Antônio Dihel, doutor em Teoria e Metodologia da História (Universidade de Ruhr – Alemanha).

Segundo Becker, as instituições comunitárias não podem simplesmente vender educação, têm de dar respostas às necessidades da sua região. “A instituição comunitária que não fizer isso tende a desaparecer”, advertiu. Para Dihel, é preciso burocratizar a Universidade no sentido positivo do termo, o de racionalizar os processos de produção do conhecimento. Além disso, é fundamental a interação da comunidade nos rumos da universidade, bem como a necessidade desta ser cada vez mais transparente e democrática em suas políticas.

Estatutos da Urcamp – Durante o seminário, a Aprofat discutiu com os presentes sobre o processo de alteração dos estatutos da Urcamp, expondo o conteúdo resultante das reuniões feitas com os professores nos últimos meses. No debate ficou explícita a constatação de que a reitoria quer ganhar o máximo de tempo possível para atrasar a mudança nos estatutos. Pela proposta da reitoria o novo estatuto seria submetido à votação apenas no segundo semestre de 2002. Isso foi considerado mais uma manobra para desviar a atenção e esvaziar o debate. Ao final do debate, algumas propostas de ordem prática foram encaminhadas:

  • A votação das alterações dos estatutos deverão acontecer no primeiro semestre do próximo ano. Para garantia da livre manifestação, a votação deverá ser secreta.
  • A Aprofat sistematizará e divulgará uma proposta de reforma estatutária com base nos resultados das reuniões feitas nos diferentes centros da Universidade.
  • Ampliação da discussão com a incorporação de outras entidades da sociedade organizada da região buscando um maior envolvimento destas neste debate. Para tanto será realizada uma audiência pública na Câmara de Vereadores com a presença das entidades.
  • A Aprofat e o Sinpro/RS deverão organizar uma reunião com a representação dos estudantes da Universidade, objetivando maior participação destes no processo de democratização da instituição.
Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS