Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 058 | Ano 6 | Dez 2001
ENSINO PRIVADO
ENSINO PRIVADO

Três meses de atraso

Os professores da Ulbra, recentemente considerada a maior instituição de educação superior do Estado em número de alunos, estão inseguros. Isso porque nos três últimos meses receberam com atraso os seus salários. A totalidade do salário de outubro, por exemplo, foi paga apenas no dia 20/11, após concessão de liminar pela 3ª Vara da Justiça do Trabalho de Canoas, em ação ajuizada pelo Sinpro RS. Deveria ter sido pago em 5/11. E mais, a universidade não efetuou o pagamento das multas pelo atraso (3,40%), previstas na Convenção de Trabalho, e informou ao Sindicato de que somente voltaria a conversar sobre o assunto em janeiro. “É um contra-senso essa atitude da Ulbra”, observa Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS