Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 067 | Ano 7 | Nov 2002
EDITORIAL

Lula, democracia e significados

A eleição de Lula, ou melhor, Luiz Inácio “Lula” da Silva se presta a inúmeras leituras de seus significados. A mais óbvia é a vitória do operário que virou presidente da República, a qual já gerou e ainda vai gerar muito falatório na imprensa, com análises que vão do arremedo de folhetim até constatações mais agudas que remontam em minúcia à história do presidente eleito, merecendo mesmo assim a devida atenção. Porém é preciso certo distanciamento do viés bizarro para poder avaliar com justiça o histórico deste ex-metalúrgico que saiu de Garanhuns (PE) para São Paulo, acompanhado da mãe, em uma viagem de 13 dias, em um pau-de-arara. Em São Paulo iria se tornar o líder sindicalista das multidões de metalúrgicos do ABC, enfrentaria o então Regime Militar e ainda fundaria o PT e a maior central sindical do País. Lula foi deputado e perdeu três eleições para presidente. Hoje, dias depois do pleito consagrador, o olhar midiático olha para o passado de Lula e joga para as massas fatos suficientes para a construção de um mito e de um exemplo a seguir, de persistência, superação etc, etc. Não bastasse isso, obteve a maior votação em números da história, ultrapassando Ronald Reagan. Porém, a grande lição disso tudo está na consolidação do Brasil como uma democracia forte. Afinal, nossa cultura democrática é bastante acidentada e repleta de interrupções. Lula, conforme suas declarações, preparou-se para ser Presidente de uma República com tudo que isso implica em termos de emoção e pragmatismo. Quanto mais vemos do homem de origem simples, mais nos damos conta da complexidade de significados e qualidades que ele carrega. Ele sabe que as expectativas são grandes e as cobranças virão em dobro.

A equipe do Extra Classe parabeniza o novo presidente e deseja que a mesma teimosia, coragem e autocrítica, que levaram a sua vitória, permitam que o novo Governo alcance os seus objetivos, os quais, de fato, possam solidificar o ambiente democrático. Esperamos que o debate que se segue sirva para fortalecer o País nesta encruzilhada da história em que devemos escolher caminhos sem medo para que o Brasil cresça em paz, solidário e cidadão.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS