Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 071 | Ano 8 | Mai 2003
EXTRAPAUTA
CONAE

Conferência elaborou propostas para Educação

Estudantes, pais, profissionais da Educação, gestores, agentes públicos e sociedade civil organizada de modo geral se reuniram nos dias 25 e 26 de junho, em Porto Alegre, na etapa municipal da Conferência Nacional da Educação (Conae), realizada no Centro Universitário Metodista (IPA). Os 343 inscritos debateram os 287 itens do documento-referência da Conae, concordando ou discordando das resoluções. Foram 37 colóquios referentes aos eixos temáticos: Formação e Valorização dos Profissionais da Educação, Financiamento da Educação e Controle Social e Justiça Social, Educação e Trabalho: Inclusão, Diversidade e Igualdade.

A partir dos debates foi elaborado um novo documento, com as propostas de alterações, apresentado na plenária para votação dos presentes. Este documento será levado à etapa estadual da Conae, de 23 a 25 de outubro em local ainda a ser divulgado.

A Presidente da União Municipal dos Estudantes de Porto Alegre (Umespa), Carolina Alencar, destaca o caráter democrático da conferência. “É extremamente importante debater os rumos da Educação levando em consideração a participação de todos: alunos, pais, trabalhadores e gestores”, salienta.

A Conae 2010 é organizada pelo Ministério da Educação e agrega instituições públicas, privadas e civis vinculadas à Educação. O documento da etapa estadual será encaminhado à conferência nacional, em abril de 2010, em Brasília, quando será votado o documento final para a elaboração do plano decenal nacional de Educação e o sistema nacional articulado de ensino. Informações e os documentos completos podem ser acessados no site: http://portal.mec.gov.br/conae. O governo do RS continua sendo o único em âmbito estadual a não participar das pré-conferências e dos debates.

Informática no ensino é tema de evento

Acontece de 27 a 31 de julho, em Bento Gonçalves/RS, a 9ª Conferência Mundial em Computação na Educação. Realizada há quase quatro décadas nos cinco continentes e, pela primeira vez na América Latina, o evento terá a participação de 21 países e como tema principal, Educação e Tecnologia para um Mundo Melhor. Promovida pela Federação Internacional de Processamento da Informação (IFIP), a conferência pretende explorar diferentes perspectivas referentes ao tema, com abrangência de todos os níveis de Educação, aspectos sociais e desafios enfrentados pelos países em desenvolvimento. Os professores associados ao Sinpro/RS que se inscreverem nos Cursos de Informática, promovidos pelo evento, terão participação gratuita nas demais atividades da Conferência. Veja a programação em: www.wcce2009.org

ESTUDO
Tempo desperdiçado

Estudo divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento
Econômico (OCDE) mostra que o professor brasileiro é o que mais ocupa tempo de aula (18%) com tarefas administrativas ou tentando manter a disciplina.

Além disso, os brasileiros ainda lidam com turmas maiores e têm menos experiência do que a média de outros países, afirma o relatório. A Bulgária é o país onde os professores conseguem aproveitar melhor o tempo das aulas, seguido por Estônia e Hungria. A pesquisa foi realizada em 2007 e 2008 em 23 países.

Esse problema se agrava com a constatação na pesquisa de que os professores brasileiros trabalham com turmas com número de alunos (32) acima da média (24). Apenas no México, na Malásia e na Coreia do Sul essa relação é maior.

Eles também têm menos experiência em sala de aula do que a média – só 19% dão aula há mais de 20 anos; a média de todas as nações comparadas é 36%. Estão abaixo da média (89,6%) ainda no nível de satisfação com o trabalho: 84,7%, o quarto menor índice.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS