Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 144 | Ano 15 | Jun 2010
EXTRATO
TEATRO

Vida Urgente no Palco

extrato

Not available

Not available

A Fundação Thiago de Moraes Gonzaga completou 14 anos no dia 20 de maio com diversos projetos voltados para a conscientização da sociedade em relação à violência no trânsito. A programação teatral Vida Urgente no Palco, mantida há dez anos, promove apresentações de três espetáculos, com entrada franca, na sede da entidade, para alunos das escolas públicas e privadas, da Educação Infantil ao Ensino Médio. “Uma nova realidade só será possível através de uma mudança de cultura, da desmistificação da “cultura do herói”. Por isso, a Fundação investe em seus espetáculos teatrais, que exercem um importante papel na conscientização e educação de nossas crianças, adolescentes e jovens. Vemos no teatro um meio importante para estimular a memória dos espectadores e levá-los, através de um impacto emocional, a refletir sobre seu papel de cidadão, responsável pela sua segurança na vida e no trânsito”, explica Diza Gonzaga, presidente da instituição. As escolas devem agendar com antecedência e se responsabilizar pelo transporte dos alunos. Mais informações: www.vidaurgente.org.br – (51) 3231.0893.

Confira a programação

Contadores de Histórias – Projeto pedagógico narrado por dois jovens contadores de histórias sobre a borboleta Vida. A proposta do espetáculo é estimular nas crianças de dois a sete anos comportamentos de preservação da vida. Apresentações às terças, quartas e quintas-feiras, às 9h, 10h30min, 14h30min e 16h.

Últimos Dias de Super-Herói – Para atingir uma geração multimídia, conectada ao mundo virtual, o espetáculo combina teatro, vídeo e música. É dirigido aos jovens dos dez aos 15 anos, com uma abordagem das experiências típicas da adolescência. Às terças, quartas e quintas- feiras, das 9h30min às 15h.

Exército de Sonhos – Cotidiano, sonhos e a irreverência de quatro amigos diante da vida e dos seus perigos. Após a apresentação, os atores debatem com o público. Espetáculo de 50 minutos, itinerante, para a faixa etária dos 14 anos.

Livros

>> Uma vida em duas casas

Marcelo Carneiro da Cunha, autor do livro Antes que o mundo acabe, recentemente adaptado para o cinema, traz para as páginas de seu novo trabalho Nem pensar (Ed. Projeto, 160 p.), outro drama adolescente, o de um garoto que terá de reorganizar sua vida em função da separação dos pais. O escritor porto-alegrense, jornalista, vive atualmente em São Paulo. Na escrita deste livro, buscou aproximar-se ao máximo possível da maneira juvenil de falar, utilizando-se de frases longas e subordinações quase anárquicas. Trata-se de opção estilística que valoriza os sentimentos do personagem central, Lito, e as dificuldades de expressão comuns aos jovens. Mesmo não deixando claro o que se diz, a narrativa conduz o leitor ao entendimento pleno do universo emocional de seu narrador. O drama vivido por Lito é o mesmo de milhares de garotos e garotas a partir da dissolução de casais e a consequente necessidade dos filhos reorganizarem sua rotina, suas vidas em duas casas. O livro é lançado junto com a comemoração de dez anos de Antes que o mundo acabe, que virou filme lançado em maio nos cinemas, e já está na 13ª edição com mais de 70 mil exemplares vendidos. Outro livro de Marcelo Carneiro, que também virou filme, foi Insônia, co-produção Brasil/Argentina de 2007. (César Fraga).

>> Crepúsculo dos machos

O macho está perdido – no mato sem cachorro ou GPS – diante da modernidade da fêmea? Essas e outras perguntas continuam sem resposta no livro de contos e crônicas de Xico Sá, Chabadabadá, aventuras e desventuras do macho perdido e da fêmea que se acha (Record, 181 p.). Em contrapartida à falta de respostas, o tema é abordado com humor e ironia com ilustrações de miolo e capa de Benicio, célebre ilustrador, natural de Rio Pardo, que fez carreira na publicidade e é autor de capas de bolsilivros de espionagem (as famosas pulp fiction nacionais da editora Monterrey) com suas sensuais espiãs.

>> Literatura de humor para crianças

Mais um livro da série do autor inglês Andy Stanton e ilustrações de David Tazzyman, com Sr. Gum protagonizando desventuras bem-humoradas na cidade de Lamonic Bibber. Trata-se de Sr. Gum e os Goblins (Galera, 198 p.) Basicamente o bom e velho senso de humor inglês aparentemente sem-noção, que tornou célebre em décadas passadas escritores como Douglas Adams, só que para crianças. A receita de Stanton é atrair o pequeno leitor ao gosto pelas palavras a partir de piadas e tiradas desconcertantes. Série vencedora de importantes prêmios de literatura infantil internacionais como o Red House Children’s Book, Blue Peter Book e Roald Dahl Funny.

 

 

 

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS