Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 154 | Ano 17 | Jun 2011
EXTRAPAUTA
PRECONCEITO

Educação reduz homofobia

De acordo com estudo realizado pela Fundação Perseu Abramo, sozinha, a escola não é capaz de combater o preconceito contra gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis. Mas o ambiente escolar seria o local mais promissor para combater a homofobia. A pesquisa foi feita em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo Stiftung (RLS), em 150 municípios brasileiros em todas as regiões do país. Por isso, Gustavo Venturi, coordenador do estudo, defende que o debate sobre esse tipo de discriminação faça parte das aulas, inclusive na infância. De acordo com os dados levantados, que serão transformados em livro, enquanto metade dos brasileiros que nunca frequentou a escola assume comportamentos homofóbicos, apenas um em cada dez brasileiros que cursaram o Ensino Superior apresentam o mesmo comportamento. O estudo realizado entre 2008 e 2009 com 2.014 pessoas também avaliou as diferenças de preconceito entre as regiões, idade da população, renda, religião. Nenhuma das variáveis apresentou diferença tão drástica de comportamento, segundo o coordenador.

2ª Marcha Nacional Contra a Homofobia foi realizada em Brasília, em maio

Foto: Antonio Cruz/abr/divulgação

2ª Marcha Nacional Contra a Homofobia foi realizada em Brasília, em maio

Foto: Antonio Cruz/abr/divulgação

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS