Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 163 | Ano 17 | Mai 2012
EXTRATO
ARTIGO

ECARTA: uma obra de sete anos

Por Marcos Julio Fuhr *
Galeria de arte recebeu grande número de pessoas em semana festiva

Foto: Kiran Federico Leon

Galeria de arte recebeu grande número de pessoas em semana festiva

Foto: Kiran Federico Leon

A Fundação Ecarta completou neste final de abril sete anos de atividades. Toda a programação da última semana do mês foi de caráter comemorativo a mais um aniversário desse projeto que representa um presente dos professores do ensino privado à sociedade gaúcha.

Milhares de pessoas, ao longo destes sete anos, se encantaram, se emocionaram, se divertiram e aprenderam nas atividades desenvolvidas pela Ecarta, em Porto Alegre e no interior do estado.

Diversidade de ações e projetos, criatividade e inovação, profissionalismo, compromisso social e capacidade de, com poucos recursos, fazer um expressivo volume de atividades. Essas são as marcas deste projeto instituído pelo Congresso do Sinpro/RS em 2003.

São atualmente quatro os projetos consolidados da Fundação: a Galeria de Arte, o Ecarta Musical, o Núcleo Cultural do Vinho e o Conversa de Professor.

Os dois primeiros são espaços e momentos de encontro de um amplo grupo de artistas com seus públicos, incluindo os professores. São exposições e shows reconhecidos pelo mundo artístico e destacados pela mídia. Shows que acontecem em Porto Alegre e no interior do estado, evidenciando a vocação estadual da Ecarta, assim como a do seu instituidor, o Sinpro/RS.

O Núcleo do Vinho, projeto com atividades pagas, tem confirmado tudo o que os pensadores sempre disseram sobre o potencial integrador do vinho, o que gerou um público significativo de frequentadores fiéis e eventuais, o que já resultou, inclusive, na criação da Confraria dos Enoamigos da Ecarta.

O projeto Conversa de Professor é o mais corporativo, voltado aos professores atuais e futuros, e tem oportunizado a aproximação de um público interessado em atividades de motivação e aperfeiçoamento para as quais têm sido escalados profissionais qualificados e desprendidos, que às vezes se dispõem a longas viagens, já que a maioria das atividades tem acontecido no interior do estado.

Esses projetos e suas atividades, regularmente divulgadas aos professores, podem ser acompanhados no site da Fundação e nas redes sociais. A programação está à disposição da cidadania e especialmente aos professores, que queremos cada vez mais participantes e protagonistas. A Fundação Ecarta, pelo conjunto da obra desde a sua criação e pelo que continuará realizando nos próximos anos, certamente já integra o patrimônio cultural do nosso estado.

Diretor do Sinpro/RS e presidente da Fundação Ecarta
Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.