Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 173 | Ano 18 | Mai 2013
FRAGA

Receita para adiar o inadiável

Fraga

fraga_1

Ilustração: Rafael Sica

Ilustração: Rafael Sica

Ingredientes Uma dz de problemas práticos, de tamanhos variados

½ kg expectativas criadas em casa
2 litros de atraso líquido e certo
1 kg de circunstâncias insolúveis
8 colheres de compromissos assumidos
4 colheres de promessas feitas
1 xícara de ansiedade acumulada
20 gotas de pressa
1 tablete de prazo apertado
1 kg de esquecimento em grão, moído na hora
1 calendário adormecido
1 cálice de indisposição
Preguiça a gosto
Um molho de horas mortas

Modo de Preparo, 1ºdia
Num grande vasilhame, reúna todos os problemas e coloque-os onde não sejam vistos por 24h, no mínimo. Deixe-os lá como se não fossem seus.
Enquanto isso, frite as expectativas até torrarem bem e quase se confundirem com o pretume da frigideira. Reserve.
À parte, jogue 2 litros de atraso líquido e certo numa panela de pressão. Antes de acender o fogo, acrescente as circunstâncias insolúveis e deixe estar, para ver se solucionam por si. Para não dizer que não tentou resolver tudo de uma vez, ponha junto os compromissos assumidos e as promessas feitas. Acenda o fogo baixo sem fechar a panela, por uns indolentes minutos.
A seguir, numa tigela pequena, misture a ansiedade acumulada, a pressa e o tablete de prazo apertado, que você deve desapertar devagarinho. Mexa sem a menor intenção, até que aparentem uma coisa só. Assim que espessar e alcançar um duvidoso ponto de viscoso, pare de mexer. Reserve.
Pegue o esquecimento e triture pacientemente até que vire pó. Polvilhe no beiral da janela mais próxima. O que sobrar na ponta dos dedos, esfregue sobre a panela de pressão e a feche, agora em fogo alto. Deixe ferver até chiar e parecer que vai tudo pelos ares.
À parte, despeje a indisposição sobre o calendário adormecido para que as folhas fiquem levemente umedecidas. Reserve.
É hora de usar a preguiça, quanto você quiser. Ponha a preguiça sobre a mesa, que não deve ser arrumada de jeito nenhum.
Desligue a panela de pressão, fazendo-a saber que não adiantou pressionar ninguém. Reúna tudo que você reservou anteriormente e leve para um reservado até o dia seguinte.

Modo de Preparo, 2º dia
Como os problemas parecem que já não são mais seus, continue o restante da receita sem pensar neles.
Agora abra a panela de pressão, pra você mostrar que tem mais gás que ela.
Verifique a dureza das circunstâncias insolúveis: se estiverem macias, tem algo errado. Volte a ligar o fogo alto e acostume-se ao chiado; se continuam endurecidas, despeje a pasta viscosa de ansiedade, pressa e prazo e misture com uma colher de cara de pau, que é o melhor jeito de enfrentar compromissos assumidos e promessas feitas. Aí ligue em fogo brando.
Vá até o reservado e reserve-se algumas horas mortas de quietude e indiferença lá. Nem repare nas coisas reservadas ali.
Mais tarde, pegue o conteúdo da tigela e o calendário ainda úmido e ponha tudo numa fôrma retangular tipo pirex. Por cima, despeje o conteúdo da panela de pressão, seja lá como esteja. Se precisar, raspe com um formão.
Leve tudo ao congelador por vários dias, se precisar, meses. Ou anos.
Os problemas ficam deliciosos e rendem uma porção de alívios.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS