Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 186 | Ano 19 | Ago 2014
ENSINO PRIVADO
NOTAS

Acordos garantem direitos aos professores da QI

Acordos garantem direitos aos professores da QI

Foto: Igor Sperotto

Instituição deve cumprir a Convenção Coletiva de Trabalho assinada pelo Sinpro/RS e Sinepe/RS

Foto: Igor Sperotto

Os docentes da educação profissional que lecionam nas Escolas QI têm garantidos sua contratação como professores na carteira de trabalho e aumento de 17,5% nos salários. Dois acordos foram negociados e firmados entre o Sinpro/RS e a instituição, com aprovação dos professores.

O Acordo feito na Justiça do Trabalho, movido pelo Sindicato para garantir o reconhecimento da condição docente, prevê o pagamento de um passivo trabalhista em cinco parcelas. O Acordo Coletivo negociado diretamente com a instituição foi protocolado no Ministério do Trabalho e estabelece os valores hora-aula e as condições de trabalho dos professores da educação profissional de nível médio, garantindo também o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), assinada pelo Sinpro/RS e Sinepe/RS.

“Além da atualização no valor hora-aula, os professores da educação profissional terão vantagem no cálculo de 4,5 semanas em seus salários mensais, como prevê a Convenção, e poderão ministrar aulas na faculdade”, destaca Cássio Bessa, diretor do Sinpro/RS. Conforme o dirigente, esta é uma importante conquista para a categoria, com mais de cem professores, que não tinham seus direitos reconhecidos enquanto professores.

FADERGS
Aprovado Plano de Carreira Docente
Os professores da Fadergs aprovaram em assembleia, realizada no mês de julho, o Plano de Carreira Docente (PCD) e o Acordo Coletivo de Trabalho que o formaliza. O Plano, primeiro a ser implementado na faculdade, foi negociado durante dois anos com a instituição. “É um Plano que valoriza a atividade de ensino para efeito de progressão na carreira e vai refletir em aumento real imediato para os professores com titulação de mestres e doutores”, destaca Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

A elaboração de Planos de Carreira é uma política do Sindicato desde 2005 e constitui exigência da legislação e das normativas educacionais para todas as instituições de educação superior do país. O principal objetivo é garantir que as diferenças salariais definidas pelos Planos de Carreira estejam ancoradas em critérios objetivos e de amplo conhecimento dos professores. A Fadergs (antiga Esade) tem sede em Porto Alegre e pertence à Rede Laureate.

PRÊMIO EDUCAÇÃO RS
Prazo de indicação vai até 31 de agosto
Está aberto até o dia 31 de agosto o

prazo de indicações para a 17ª edição do Prêmio Educação RS. Instituído pelo Sinpro/RS em 1998, a premiação destaca anualmente profissionais, projetos e instituições. As indicações são abertas à comunidade em geral e devem ser feitas via formulário no site do Prêmio www.sinprors.org.br/premio.

“O Prêmio Educação RS se consolidou como um espaço que estimula e valoriza quem é comprometido com o ensino de qualidade e com a construção da cidadania”, afirma Celso Stefanoski, diretor do Sinpro/RS. Uma Comissão Julgadora escolherá três finalistas por categoria. Os vencedores serão escolhidos por votação on-line pelos 18 mil associados ao Sindicato.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS