Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 193 | Ano 20 | Mai 2015
ENSINO PRIVADO
EDUCAÇÃO SUPERIOR

Frente Parlamentar Mista em Defesa da Uergs, em audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia na Assembleia Legislativa do RS. A audiência lotou o Plenarinho da casa com representação de professores, alunos e funcionários de todo o estado, deputados estaduais e federais, do Sinpro/RS, Aduergs, Assuergs e CEEd/RS, entre outros. Mais de 20 deputados assinaram moção de apoio à criação da Frente Parlamentar, que terá como principais objetivos acompanhar os recursos orçamentários da Uergs e lutar pela autonomia financeira e administrativa da instituição.

Audiência teve representação do Sinpro/RS, da CEEd/RS e de servidores

Fotos: Ascom Sinpro/RS

Audiência teve representação do Sinpro/RS, da CEEd/RS e de servidores

Fotos: Ascom Sinpro/RS

Na audiência, foram ouvidas as demandas de professores, alunos e funcionários da Universidade, com foco para o fortalecimento da instituição e maior autonomia. Amarildo Cenci, diretor do Sinpro/RS, falou da importância de não abrir mão da Uergs. “Acompanhamos há anos a resistência dos professores na manutenção da Uergs, que deve ser uma política de Estado, com professores reconhecidos e bem-remunerados, para oferecer uma educação de qualidade”. A reitora Arisa Araújo da Luz anunciou a liberação, por parte do governo, da contratação de 15 novos servidores para a instituição e destacou que é importante cumprir na íntegra o orçamento da Universidade. A audiência definiu que cada unidade da Uergs indicará um representante para integrar os trabalhos da Frente Parlamentar.

EXCELÊNCIA – A Reitoria da Uergs apresentou números que comprovam o crescimento da Universidade nos últimos anos e a qualidade dos cursos oferecidos. No último vestibular, foram mais de 33 mil inscritos para as 1,5 mil vagas, sendo que 98% delas foram preenchidas. Atualmente, a instituição conta com 262 professores, 196 funcionários e mais de 4 mil estudantes nas 24 unidades do estado. As excelentes notas em rankings do MEC também demonstram a qualidade da Uergs, que sempre atinge nota 4 no Enade (de 1 a 5) e na última pesquisa do Inep figurou entre as 20 melhores do país.

Os professores da Uergs aprovaram a contraproposta para Acordo Coletivo 2015 com o governo, em assembleia no dia 6 de abril. O documento prevê reajuste de 7,68% retroativo a março, renovação das cláusulas sociais, participação no Plano de Previdência Complementar, pagamento das promoções atrasadas e reenquadramento e manutenção do orçamento da Uergs aprovado, sem cortes.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS