Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 198 | Ano 20 | Out 2015
ECARTA
DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

Informação contra o preconceito

Maria Isabel orienta: se você é doador, informe sua família

Foto: Igor Sperotto

Maria Isabel orienta: se você é doador, informe sua família

Foto: Igor Sperotto

A possibilidade de uma pessoa precisar de um órgão é muito maior do que a de doar. Com esta afirmação, a enfermeira Maria Isabel Campos procura aproximar as pessoas da importância da doação de órgãos e tecidos em suas palestras sobre o tema. Especializada em doação e transplantes da Organização de Procura de Órgãos (OPO1), da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, ela é um dos profissionais da Saúde parceiros do projeto Cultura Doadora, da Fundação Ecarta, que atua desde 2012 na conscientização e sensibilização de professores e estudantes para a doação de órgãos e tecidos. “As pessoas têm o direito de querer doar ou não, mas esta decisão deve ser consciente e ter como base informações verdadeiras, não por ignorância ou preconceito”, destaca.

Em setembro, mês em que se comemora o Dia Nacional da Doação de Órgãos, a Ecarta intensificou sua programação para fazer chegar o assunto a mais pessoas. No início de setembro inaugurou a mostra fotográfica Doando Órgãos, Multiplicando Vidas, do Hospital São Lucas da PUCRS, na sala de eventos do Sinpro/RS em Porto Alegre, aberta à visitação pública. No dia 18, a enfermeira Maria Isabel conversou com funcionários e diretores do Sindicato sobre os principais aspectos da doação de órgãos e de transplantes. A atividade contou com a participação e depoimento da professora de pilates Liége Gautério, transplantada de pulmão, que ganhou medalha de ouro nos 100 metros e medalha de prata nos 200 metros nos Jogos Mundiais para Transplantados, realizados na última semana de agosto em Mar del Plata, Argentina.

Liége Gautério, transplantada de pulmão, medalha de ouro nos 100 metros e medalha de prata nos 200 metros nos Jogos Mundiais para Transplantados 2015

Foto: Igor Sperotto

Liége Gautério, transplantada de pulmão, medalha de ouro nos 100 metros e medalha de prata nos 200 metros nos Jogos Mundiais para Transplantados 2015

Foto: Igor Sperotto

A Ecarta também promoveu, no dia 19 de setembro, aula magna do curso de Enfermagem da Universidade Feevale, com a participação do médico intensivista Cristiano Franke, coordenador da Central de Transplantes do Rio Grande do Sul, e da enfermeira Maria Isabel; além de depoimentos de João Francisco Campello, aposentado, transplantado de pulmão; King Jim, músico, transplantado de fígado; e Jimi Joe, jornalista e músico, transplantado de rim. A aula magna contou com a presença de 380 estudantes de Enfermagem.

No dia 30, foi a vez de mais uma aula-show com Los 3 Plantados. Desta vez, para estudantes, funcionários e professores da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, com a participação da médica Clotilde Garcia, nefrologista pediátrica do Hospital Santo Antônio; e o trio Bebeto Alves, King Jim e Jimi Joe.

CONTEÚDO – Além de informações, a Ecarta disponibiliza gratuitamente em seu site (www.ecarta.org.br) subsídios pedagógicos para auxiliar professores – da educação infantil à superior – na abordagem do tema em sala de aula. Instituições de ensino interessadas em trabalhar o assunto podem também entrar em contato pelo fone 51. 4009.2970. A Ecarta conta com uma rede de profissionais da Saúde e pessoas transplantadas que podem realizar palestras em todo o estado; e o show com Los 3 Plantados.

Doação e transplante

Arte: Bold Comunicação

Arte: Bold Comunicação

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS