Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 210 | Ano 21 | DEZ 2016
ENSINO PRIVADO
NEGOCIAÇÃO SALARIAL

Uergs e Liberato aprovam Acordos Coletivos

Em Assembleia realizada no dia 5 de novembro, em Porto Alegre, os professores da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) aprovaram a proposta para Acordo Coletivo, negociada com o governo do Estado. O Acordo prevê reajuste salarial de 9,45% (6% retroativo a março/2016 e 3,25% retroativo a setembro/2016); reconhecimento das perdas salariais de 5,25% a serem negociados na próxima data-base (março de 2017); reajuste de 11,08% no auxílio-alimentação; auxílio-educação infantil de R$ 441,00 (do 5º mês até 7 anos) e implementação das promoções do Plano de Carreira no mês seguinte ao registro do Acordo com pagamento das mesmas no valor histórico em quatro parcelas mensais e consecutivas.

Também foi aprovada a cláusula que trata do cumprimento da jornada de trabalho, atendendo as expectativas da categoria. “Essa cláusula abre a possibilidade de cumprimento de 40h de contrato semanal ou 8 horas diárias. A questão já foi também aprovada em Comissão do Senado para alteração do artigo 318 da CLT”, explica Amarildo Cenci, diretor do Sinpro/RS.

LIBERATO – Os professores da Liberato aprovaram em Assembleia, no dia 9 de novembro, a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017 que já foi encaminhada para assinatura. O Acordo prevê reajuste salarial de 9,45% (6% retroativo a março/2016 e 3,25% retroativo a setembro/2016); reconhecimento das perdas salariais de 5,25% a serem negociados na próxima data-base (março de 2017). No acordo dos professores da Liberato também consta a cláusula que trata do cumprimento da jornada de trabalho, com possibilidade de cumprimento de 40h de contrato semanal ou 8 horas diárias.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS