Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 211 | Ano 22 | MAR 2017
PALAVRA DE PROFESSOR

Água, um novo olhar

Por Adriana Stein da Silveira*

Nas últimas décadas muito se tem falado no “ouro azul” do milênio, a água. Gestores públicos, professores, técnicos, empresas e a comunidade em geral discorrem sobre a temática: “água, meio ambiente e sustentabilidade”. São muitas as abordagens e os debates sobre o compromisso de cada um em busca de uma sociedade mais justa e sustentável. O fato é que vivemos uma grande degradação ambiental, o resultado do uso descontrolado dos recursos naturais, os danos causados pelas atividades humanas à natureza farão da água um bem raro e caro e poucos terão acesso. Dessa forma, o Estado, como gestor público, e a sociedade de um modo geral deverão agir rapidamente e de forma organizada para garantir a qualidade e o acesso de todos aos recursos naturais de forma justa e igualitária.

A legislação no mundo e no Brasil, desde os anos 1980, procura garantir o direito de acesso à água. Sabemos que é uma longa caminhada, pois ao mesmo tempo que a legislação se aperfeiçoa e as mobilizações nas comunidades avançam, os recursos naturais são devastados em nome de um suposto desenvolvimento econômico.

Nesse sentido, faz-se necessário um novo olhar para as questões ambientais, a conscientização passa pelo coração. Todos sabemos sobre a poluição, a contaminação do solo, do ar e água pelos resíduos industriais, esgoto doméstico, produtos químicos entre outros. Existem muitas ações em diversos cantos de nosso país, muitas de nossas escolas possuem projetos que nos orgulham pelo envolvimento, mas só terão continuidade se tocarem o coração das pessoas, sensibilizando-as a ponto de mudarem de atitude. Em meu projeto Água preservar para não faltar, através da personagem Agualina Pureza Oceânica procuro “tocar o coração” de todos que participam contando como a água ficou poluída e a importância das pessoas cuidarem de sua saúde, tendo hábitos saudáveis, pois só assim produzirão menos resíduos, podendo reaproveitar e reciclar o que for descartado, evitando a contaminação da água. Água poluída é doença na certa para os seres humanos. Enquanto as pessoas acreditarem que governam o mundo e que tudo gira em torno de si, sem se sentir parte da natureza, estarão em sérios apuros. Proteger o meio ambiente é proteger a humanidade.

* Professora de História | Porto Alegre RS |www.agualina.blogspot.com

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS