Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 213 | Ano 22 | MAI 2017
ENSINO PRIVADO
UERGS

Prédio da CEEE será restituído à Universidade Estadual do RS

Um acordo judicial colocou fim ao impasse envolvendo o prédio 11 do Campus Central da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) no dia 13 de abril, logo após a retirada de estudantes do local pela tropa de choque da Brigada Militar. O movimento estudantil ocupou o prédio durante 23 dias, a partir de 21 de março, reivindicando a manutenção das aulas no local e impedindo a reintegração de posse à CEEE.

O acordo mediado pelo desembargador Pedro Celso Dal Prá, da 18ª Câmara Cível determinou o uso compartilhado do espaço pela Universidade e pela estatal até dezembro deste ano, mantendo a decisão de segunda instância que adiava a reintegração de posse. A partir de 2018, a Uergs deve reassumir integralmente o prédio. Com isso, volta a vigorar o contrato de locação assinado em 2013 por R$ 180 mil mensais. O impasse se deu porque os valores deixaram de ser repassados em 2015, o que motivou a retomada do prédio pela estatal.

A Reitoria da Uergs manteve o apoio aos estudantes durante todo o movimento e considera que os alunos saíram vitoriosos com o acordo, que contempla a reivindicação de espaço para aulas da Universidade. “Eles foram guerreiros”, disse a reitora Arisa Araújo da Luz. A Uergs conta atualmente com 5,9 mil estudantes distribuídos em 24 unidades de sete campus regionais. São 250 professores, 20 cursos de especialização, 20 cursos de graduação, e dois cursos de Mestrado, sendo um em Osório, de Profissional em Educação, e outro em São Francisco de Paula, de Ambiente e Sustentabilidade.

Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.