Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 220 | Ano 22 | DEZ 2017
ENSINO PRIVADO
ASSEMBLEIA

Professores decidirão fontes de sustentação do Sinpro/RS

Os professores do ensino privado decidirão em Assembleia Geral, no próximo dia 16 de dezembro, as vias de sustentação financeira e a previsão orçamentária do Sinpro/RS para 2018. O encontro será às 10h, na Sede do Sindicato em Porto Alegre (Avenida João Pessoa, 919).

Em reunião no último dia 2 de dezembro, o colegiado estadual do Sinpro/RS reafirmou o compromisso com a continuidade do projeto sindical da entidade, que há quase três décadas é sustentada, fundamentalmente, por contribuições definidas democraticamente pela categoria em Assembleia.

“Levaremos para a Assembleia avaliar e deliberar proposta orçamentária baseada em mensalidades dos associados e na contribuição assistencial/taxa negocial extensiva a toda a categoria, a ser incluída nas Convenções ou Acordos Coletivos de Trabalho com as representações patronais”, antecipa a professora Cecília Farias, diretora do Sinpro/RS. “Há 25 anos, o Sindicato restitui o Imposto Sindical aos associados no pressuposto de que a sustentação financeira de uma entidade sindical deve ser fruto das decisões coletivas da categoria”.

DESAFIOS – Cecília lembra que foi nas circunstâncias de maior adversidade que o Sinpro/RS se fortaleceu e ampliou seu reconhecimento pelos professores do ensino privado. “Não será diferente nas atuais circunstâncias de Reforma Trabalhista e da tentativa de desmantelamento dos sindicatos por parte das elites. Os professores sabem da importância do seu Sindicato na luta por melhores salários e condições de trabalho e na defesa de seus direitos”.

O ensino privado do Rio Grande do Sul conta com 33,5 mil professores que atuam nas instituições de direito privado. Destes, mais de 22,2 mil estão associados à entidade.

Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.