Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
25/07/2017
MOVIMENTO

MST promove ocupações no primeiro dia da Jornada Nacional de Lutas

Nesta terça-feira foram ocupadas fazendas relacionadas a processos de corrupção em vários estados em protesto contra corrupção e pela reforma agrária
Da Redação
Fazenda Esmeralda, que pertence a amigo e ex-assessor de Temer, foi ocupada pela segunda vez no interior de São Paulo

Foto: TV TEM/ Globo/ Reprodução

Fazenda Esmeralda, que pertence a amigo e ex-assessor de Temer, foi ocupada pela segunda vez no interior de São Paulo

Foto: TV TEM/ Globo/ Reprodução

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra promove nesta terça-feira, 25, a Jornada Nacional de Lutas, em protesto contra a corrupção e as reformas e em defesa da reforma agrária, com ocupações de propriedade rurais improdutivas e ligadas a processos de corrupção, ocupações de prédios do Incra e bloqueios de rodovias em diversos estados.

Pela manhã, foram ocupadas a fazenda Esmeralda, em São Paulo, que pertence a um amigo do presidente, citado nas delações da J&F, outra do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, no Rio de Janeiro, e outra propriedade da família do senador Ciro Nogueira (PP-PI), em Teresina, no Piauí; uma propriedade de empresa Amaggi, da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, no Mato Grosso. Na Região de Alto Paraíso, no Noroeste do Paraná, 1,2 mil trabalhadores sem-terra ocuparam a fazenda Lupus I, II e III, do Grupo Nutriara.

Integrantes do MST ocuparam fazenda do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, entre outras propriedades relacionadas a processos de corrupção

Foto: Mídia Ninja

Integrantes do MST ocuparam fazenda do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, entre outras propriedades relacionadas a processos de corrupção

Foto: Mídia Ninja

De acordo com a coordenação nacional do MST, as ocupações e protestos são em defesa da reforma agrária, contra o governo Temer e pelo combate à corrupção. “Somos herdeiros de uma história da oligarquia corrupta que adquiriu terras assassinando indígenas, escravizando e cometendo atrocidades no processo de formação da sociedade brasileira. Estamos aqui para cobrar o que é nosso por direitos. Todas as terras de corruptos devem ser devolvidas ao povo”, reivindicou Mercedes Zuliane, Dirigente Nacional do MST.

CORONEL LIMA – A fazenda Esmeralda, de 1,5 mil hectares, localizada entre os municípios de Duartina e Lucianópolis, no interior de São Paulo, pertence à empresa de arquitetura e engenharia Argeplan, que tem como sócio o empresário João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, ex-assessor e amigo pessoal do presidente Michel Temer (PMDB), citado nas delações da J&F. O movimento exige que a área seja destinada à reforma agrária. Essa é a segunda ocupação da fazenda Esmeralda. Na primeira ocupação, promovida pelo Movimento Social Sem Limites, integrante da União Nacional Camponesa, em 22 de maio, foram encontradas cartas endereçadas ao presidente e materiais de sua campanha de 2006 a deputado federal. Já a fazenda Santa Rosa, de 1,5 mil hectares, de Ricardo Teixeira, localizada na região sul do Rio de Janeiro, foi ocupada por cerca de 350 famílias.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS