Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 084 | Ano 9 | Ago 2004
ENSINO PRIVADO
SINDICALIZAÇÃO

A Campanha de Sindicalização 2004 contabilizou mais de 1.500 novos sócios e supera a meta de ter no quadro de associados número superior a 50% da base da categoria.

A avaliação da direção do Sindicato é que o sucesso da Campanha é resultado das ações continuadas do Sinpro/RS que está em permanente sintonia com os interesses dos professores.

Ser sindicalizado é questão de inteligência, o Sinpro/RS preserva o bem-estar econômico da categoria, fortalecendo cada vez mais a luta dos professores”, afirma a professora Márcia Valeska de Azevedo Ivanoff, da escola Nossa Senhora Auxiliadora, de Bagé. A professora, contemplada com um computador na Campanha de Sindicalização deste ano, é associada ao Sindicato desde maio de 1998. Para ela, a iniciativa do Sinpro/RS de premiar os professores é uma forma interessante de conquistar o associado, além do zelo pelas questões trabalhistas da categoria, demonstrando carinho pelos professores. Na Campanha deste ano, a meta era sindicalizar cerca de 2 mil professores. Foram associados 1.575, ou seja, 78,75% da meta alcançada. Até o fechamento desta edição do Extra Classe, o Sinpro/RS contava com 15.834 associados – mais de 50% da categoria.

O diretor do Sinpro/RS, Marcos Júlio Fuhr, ressalta que os 1.575 novos sócios que a Campanha de Sindicalização deste ano somou é o resultado de um trabalho continuado do Sindicato e da presença contínua dos diretores da entidade nas escolas. “Certamente, quando os professores se sindicalizam percebem o empenho do Sinpro/RS há muitos anos na defesa de seus interesses, como a dedicação dos seus dirigentes nas Campanhas Salariais e de Sindicalização, realizadas anualmente”, observa Führ.

CAMPANHA – A realização de Campanhas de Sindicalização pelo Sinpro/RS é um marco na história do Sindicato – hoje um dos poucos na iniciativa privada com mais de 50% da categoria associada. Além de fortalecer a organização da categoria, a ampliação sistemática do quadro social da entidade está inserida na estratégia de construir de forma crescente a sua auto-sustentação, fazendo-a depender cada vez mais da livre associação dos professores. A iniciativa foi adotada na década de 1990, quando a entidade também optou por oferecer premiações, por meio de sorteios, aos associados e àqueles professores já sócios que sindicalizam colegas. Marcos Fuhr diz que as premiações servem como um estímulo adicional.

Neste ano, os sócios concorreram a um computador, uma câmera fotográfica digital e uma viagem de oito dias para Santiago do Chile, com acompanhante. Os sindicalizadores concorreram a um cruzeiro marítimo pela costa brasileira. O sorteio do computador contemplou a professora Márcia; da câmara digital, a professora Fabiane Raquel, da Escola Rui Barbosa de Giruá; e da viagem, a professora Roberta Egert, da Escola Básica da URI de Frederico Westphalen. A professora Andréa de Lourdes Beck Pires, da Escola Pio XII de Novo Hamburgo, foi contemplada com o cruzeiro. Ela recebeu a documentação referente ao prêmio no último dia 16 de julho, das mãos dos diretores do Sinpro/RS, Regional São Leopoldo (foto). “Ainda não precisei dos serviços do Sinpro/RS em relação a problemas trabalhistas, mas estou muito satisfeita com os benefícios que tanto eu quanto meus dependentes possuem, como os descontos em diversas áreas”, diz Andrea. A professora, sócia do Sindicato desde março de 1996, também avalia as premiações como um estímulo a mais para os associados. “Nossa profissão é muito difícil, e ganhar uma viagem como essa é como se fosse uma recompensa; o Sinpro/RS está de parabéns pela iniciativa de premiar os sócios do Sindicato. Isso faz com que tenhamos cada vez mais vontade de sindicalizar outros colegas no próximo ano”, acrescenta Andrea.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS