Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 091 | Ano 10 | Mai 2005
ENSINO PRIVADO
INAUGURAÇÃO

Com uma exposição de arte contemporânea, foi inaugurada no dia 29 de abril a sede da Fundação Cultural e Assistencial Ecarta, cuja missão é promover e apoiar ações no campo da educação, cultura, arte, recreação, tecnologia e assistência. O projeto que marca o início das atividades na Fundação é a Galeria de Arte, localizada no andar térreo do prédio recém-reformado. Para a direção da Fundação, a inauguração da sede representa um elemento fundamental para a consolidação de um projeto antigo do Sinpro/RS.

“A Ecarta vem para poten-cializar ações culturais e projetos de qualificação da educação no Estado. Além disso, estamos oferecendo à cidade mais uma opção de arte e lazer com a criação da Galeria”, afirma entusiasmado o presidente da Fundação e diretor do Sinpro/RS, Marcos Júlio Fuhr. “É um presente do Sindicato para a categoria e para a cidade”, completa. Durante o coquetel de inauguração, estiveram presentes membros do Conselho Curador, diretores do Sinpro/RS, professores, representantes da imprensa, do Terceiro Setor e autoridades.

Assembleia

Foto: Tânia Meinerz

Foto: Tânia Meinerz


De acordo com o presidente da Fundação, um dos objetivos da Ecarta, instituída em 2003, é ampliar as iniciativas educacionais, culturais e assistenciais que vinham sendo desenvolvidas pelo Sindicato Cidadão. “A idéia é estimular o acesso à cultura e a participação num extenso rol de atividades voltadas para o aprimoramento pessoal e profissional dos professores e de todos que se aproximarem da Fundação Ecarta”, diz Fuhr, lembrando que o projeto surgiu da vontade do Sindicato de fortalecer o relacionamento com os professores.

Foram cerca de quatro meses de reformas, com a prservação da arquitetura do prédio da década de 20, localizado na Avenida João Pessoa, 943. A casa foi cedida para a Fundação em 2003. No segundo piso do prédio, que tem 417 metros quadrados construídos, há um conjunto de salas destinadas à realização de cursos, seminários e palestras.

Galeria de Arte é a primeira realização

Três Artistas Contemporâneos, título da exposição que dá início às atividades da Galeria, primeiro projeto artístico da Ecarta, tem curadoria de Paulo Gomes, 48 anos, natural do Rio de Janeiro. Gomes, que também é professor da Uniritter e da Ufrgs, reuniu obras de estilos diversificados de três artistas contemporâneos. Segundo ele, a exposição contempla um olhar bastante técnico sobre a produção artística, através das obras de Rodrigo Nuñez, Leandro Selister e Marta Penter, que apresentam trabalhos em cerâmica, fotografia e pintura, respectivamente. A figuração e a narrativa, questões atuais da arte, permeiam as obras dos três artistas convidados. “O mundo real são suas referências, o que impede um impacto forte no público, ao contrário do que acontece quando uma pintura abstrata é exibida”, explica.

Galeria

Foto: Fábio Del Re

Foto: Fábio Del Re

Ambientada em três salas, a Galeria surge como opção para o artista mostrar sua obra, e sua importância está no fato de se tratar “de um novo espaço dedicado à arte gaúcha, voltado para a cultura e a reflexão, possibilitando aos artistas gaúchos excelentes condições de trabalho”. Para o diretor do Sinpro/RS, Norberto Schwarz, “a criação de uma galeria de arte qualifica o projeto da Fundação”.

A Galeria da Fundação Ecarta estará aberta de terças a domingos, das 10h às 19h. A exposição Três Artistas Contemporâneos permanece até o dia 29 de junho e a entrada é franca.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS