Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 093 | Ano 10 | Jul 2005
ENSINO PRIVADO
SINDICALIZAÇÃO 2005

A Campanha de Sindicalização 2005 entrou em suas últimas semanas já tendo completado 64% da meta de 1.800 novos professores sindicalizados. Levantamento realizado pelo Sinpro/RS mostra que 1.152 novos sócios assinaram suas filiações. Agora, na reta final, aumenta a corrida entre os sindicalizadores não só para cumprir a meta, mas também para acumular pontos, recompensas e chances de contemplação no sorteio das três viagens para Buenos Aires, que ocorrerá no dia 24 de julho, pela Loteria Federal.

A campanha terminará no dia 15 de julho e aumenta a expectativa entre os sindicalizadores para o sorteio das três viagens para Buenos Aires, que será realizado no dia 23 de julho pela Loteria Federal. “Esse percentual de novos associados é bastante significativo, pois mostra na prática que esses professores se identificam com o projeto do Sindicato”, explica Sani Cardon, diretor do Sinpro/RS. Mas segundo ele, ainda há muito o que fazer.

“Há um território a ser conquistado entre os docentes da Educação Superior, que pouco a pouco já começam a perceber a importância de fazer parte do Sindicato, apesar de muitas vezes também possuírem outras profissões fora da universidade. É uma barreira que começa a cair, pois os professores universitários, um corpo em expansão no nosso quadro social, já começaram a se dar conta de que ao se sindicalizarem fortalecem cada vez mais as políticas do Sinpro/RS que beneficiam o setor”, argumenta Cardon.

Até o fechamento desta edição do Extra Classe (4 de julho), já haviam sido distribuídas 100 cadeiras de praia para 70 sindicalizadores e foram entregues seis estadias (fins de semana em Gramado) para 5 sindicalizadores.

SINDICALIZADORES – A professora de ciências do Colégio Santana, de Santa Maria, Edina Fontoura, lidera entre os sindicalizadores. Ela, sozinha, já ultrapassou a marca de 20 novos sócios. Isso já lhe rendeu duas estadias para dois fins de semana em Gramado com acompanhante e seis cadeiras de praia. “É muito importante ser sócio do Sinpro/RS, pois está no Sindicato a defesa do professor. O Sindicato é nossa voz e isso é o principal. Os prêmios entusiasmam, mas são apenas um estímulo a mais”, explica.

Também com uma boa marca no ranking de sindicalizadores está a professora Norma Lemos Lenci Teixeira, do Colégio Franciscano Espírito Santo e da Fundação Bradesco, em Bagé. Ela já associou doze professores em 2005 e recebeu três cadeiras e um fim de semana em Gramado. “O Sindicato é excelente, o que pode ser constatado na forma como mantém os professores informados dos seus direitos e das coisas que lhes dizem respeito. Além disso, a postura da entidade diante das demandas dos docentes é sempre irrepreensível. Tudo isso é muito visível e torna mais fácil atrair quem ainda não é sindicalizado, pois é a melhor propaganda que existe”, afirma a professora.

Já Leda Oliveira Gloeden, orientadora educacional e presidente do Centro de Professores do Colégio Anchieta, um dos mais tradicionais de Porto Alegre, defende que todo trabalhador deve ser sindicalizado. Ela própria já sindicalizou nove. “Na luta pelo coletivo, o Sindicato é quem está mais apto para representar os professores”, diz. Além disso, ela garante que são inúmeros os motivos para fazer parte do Sinpro/RS. “Trata-se de um sindicato que aproveita bem o dinheiro das contribuições dos sócios. A criação da Fundação Ecarta e a futura Casa do Professor são exemplos disso. Temos também o jornal Extra Classe com conteúdos ótimos, convênios de vários tipos e excelentes serviços. Eu fico muito triste quando ouço qualquer pessoa falar que se desfiliou de um sindicato ou que não faz parte de um, pois essa pessoa não tem quem a represente na defesa de seus direitos”, conclui. Para saber mais www.sinprors.org.br/sindicalizacao.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS