Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 094 | Ano 10 | Ago 2005
ENSINO PRIVADO
SEMINÁRIO

“Nós não temos um corpo, nós somos um corpo.” Com essa frase, a professora de Educação Física, Benvinda Santana de Liz, deu início às atividades durante o seminário Um olhar criativo sobre o tempo livre, promovido pelo Sinpro/RS. Em sua participação, ela buscou ressaltar a importância de uma boa qualidade de vida numa época em que o homem só se preocupa em trabalhar cada vez mais. “O corpo precisa descontrair sua musculatura, caso contrário aparecem as doenças, como o estresse e o nervosismo”, explicou.

O seminário, que aconteceu no dia 9 de julho, no Grande Hotel, em Porto Alegre, foi promovido dentro das atividades do Sindicato, cujo foco é a saúde do professor. Segundo o diretor do Sinpro/RS, João Luiz Stein Steinbach, “o objetivo do evento é provocar uma reflexão sobre como os professores aproveitam o seu tempo. Além disso, eles se aposentam com 25, 30 anos de trabalho, e por causa da pressão e do estresse surgem os problemas de saúde, principalmente vocais e auditivos”, afirmou. Tanto Ieda Rhoden (Doutora em Ócio e Potencial Humano), quanto Rosane Cecchini de Castro (Doutora em Psicologia), assim como a professora Benvinda frisaram a importância de uma vida saudável para o professor. Elas defenderam que os profissionais de Educação devem ter um tempo para si, momentos em que possam fazer algo de que sinta falta, que lhes dê prazer e que, ao menos, nesse momento, distancie-se de sua rotina e de seu trabalho.

“O debate sobre o ócio é positivo, pois promove a discussão sobre saúde e qualidade de vida, traz uma perspectiva positiva frente à vida em termos de realização pessoal e desenvolvimento humano, focando a saúde”, defende o psicólogo e professor da PUCRS, Jorge Castellá Sarriera, que participou como debatedor. Sarriera, Taís Bonato e Zuleika Zandonai levaram para o debate a experiência do Projeto Tempo Livre de Adolescentes, do qual participam na PUCRS, que busca elaborar indicadores para a criação de um programa psicoeducativo destinado aos jovens, pais e docentes numa amostra representativa dos adolescentes de Porto Alegre. O seminário teve encerramento com a apresentação do Grupo Andanças, da Faculdade de Educação Física da Ufrgs.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS