Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 097 | Ano 10 | Nov 2005
ENSINO PRIVADO
URCAMP

O Sinpro/RS realizou na última semana de outubro mais duas rodadas de reuniões com a Reitoria da Urcamp. A primeira, em Bagé, no dia 24, e depois em Porto Alegre, no dia 27. Nos encontros realizados, o Sindicato continuou insistindo em algumas questões fundamentais que devem complementar a reforma administrativa. A primeira delas é o calendário único de pagamento dos salários mensais, tendo sido proposto o início da nova sistemática a partir de janeiro de 2006. Atualmente, os professores dos vários campi recebem os salários num sistema de total diferenciação de calendário. Enquanto alguns campi apresentam pequenos atrasos salariais, outros acumulam vários meses de inadimplência. A segunda tratou do desligamento dos professores e funcionários que ficarem sem função após o processo de reenqua-dramento funcional que está sendo proposto.

Ficou acertada também a definição de um Plano de Demissões Voluntárias (PDV), com a garantia de pagamento de forma parcelada das verbas rescisórias e FGTS. Ficou ainda compromissada a prioridade de corrigir o cálculo do salário mensal dos professores em regime de tempo especial (TI e TPs) na renegociação do acordo após um ano da sua vigência. O próximo encontro ocorrerá no dia 7 de novembro. “Aliás, terá vigência de um ano o acordo trabalhista a ser firmado, devendo ser renegociado após este período”, lembra o diretor do Sinpro/RS, Marcos Fuhr. O Sinpro/RS realizará assembléias de professores em todos os campi depois do dia 11 de novembro – data da primeira reunião do GT do MEC sobre a Urcamp – para decidir sobre a proposta da Reitoria – que no dia 3 de novembro foi submetida à Assembléia Geral da FAT, para novo enquadramento de cargos e salários (até o fechamento desta edição, em 3 de novembro, pela manhã, ainda não era sabido o resultado, pois a Assembléia só ocorreu à noite).

MEC – O MEC publicou portaria criando o Grupo de Trabalho (GT) que tem por objetivo analisar propostas de sustentabilidade administrativa e financeira da Urcamp e estabelecer calendário de trabalhos. A portaria foi publicada no dia 28 de outubro no Diário Oficial da União. O documento nomeia representantes do MEC, da Universidade, do Sinpro/RS, das prefeituras e do Sintae/RS. Representam o Sindicato dos Professores os diretores Marcos Fuhr e Amarildo Cenci. O coordenador do GT é o secretário executivo do MEC, Jairo Jorge da Silva. O relatório final deverá ser apresentado até 5 de janeiro de 2006.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS