Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 106 | Ano 11 | Set 2006
ENSINO PRIVADO
UNICRUZ

Depois de enfrentar a maior crise financeira de sua história e ter sua reestruturação encaminhada por força da mobilização dos professores e funcionários, a Unicruz firmou novo acordo com os docentes para pagamento de parte dos salários atrasados.

Em assembléia, realizada no dia 24 de agosto, foi definida a proposta, negociada com a Reitoria, para pagamento dos salários atrasados e diferenças salariais acumuladas de março a agosto de 2005, em quatro parcelas, a partir de outubro. Ainda restam para quitação as diferenças salariais de setembro do ano passado a janeiro deste ano. Na assembléia, foi constituída uma comissão de docentes que, junto com o Sindicato, irá apresentar um plano de carreira a ser discutido no próximo encontro, em outubro. Amarildo Cenci, diretor do Sinpro/RS, diz que, além de assegurar garantias legais, o Plano de Carreira deve garantir maior liberdade acadêmica, transparência nas contratações e na gestão da Universidade. A comissão acompanhará o fluxo de receitas e despesas da Universidade.

O Sinpro/RS busca a liberação dos 10% das receitas que, por decisão judicial, vêm sendo depositadas em conta especial, para pagamento de débitos acumulados pela instituição. O Sindicato já obteve a liberação de parte dos recursos para quitação de multas e salários atrasados de 2004. Outro passo importante são as reformas estatutárias da Fundação e da Universidade. “Esse processo deve ser concluído ainda neste ano e toda a comunidade deve estar atenta para que isso efetivamente se realize”, alerta o dirigente.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS