Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 108 | Ano 11 | Nov 2006
ENSINO PRIVADO
UNICRUZ

O Ministério Público de Cruz Alta decidiu pela manutenção do administrador judicial da Unicruz Luiz Lenio Gai e dos pró-reitores Elizabeth Dorneles, José Ricardo Libardoni dos Santos e Patrícia Bianchi, por mais um ano. A decisão anunciada dia 19 de outubro em reunião fechada do MP com conselheiros da instituição amplia o prazo para a reforma estatutária da Fundação e da Universidade. Até outubro de 2007 deverão ser realizadas a assembléia estatutária e a eleição do presidente da Fundação e do novo reitor da Universidade. A Unicruz está sob intervenção judicial desde novembro do ano passado, quando Gai, presidente do Conselho Curador, foi designado pela Promotoria para assumir a reitoria no lugar de Evandro Kruel, afastado por suspeita de desvio de recursos, entre outros crimes. A intervenção ocorreu depois de uma auditoria solicitada ao MP pelo Sinpro/RS diante de suspeitas de má administração evidenciadas pelo endividamento excessivo e pelo atraso crônico de salários. No final do mês, os professores realizaram assembléia para discutir a crise da Universidade, que não garante o pagamento de salários em dia por muito tempo, e para discutir um plano de carreira docente.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS