Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 111 | Ano 12 | Mar 2007
ENSINO PRIVADO
ULBRA

Mais uma vez os professores da Ulbra do campus de Canoas tiveram problemas para receber seus salários durante o período que cobre os primeiros meses do ano. Em 2006, a Universidade já não havia concedido férias aos seus professores durante o período habitual do magistério, a partir de uma interpretação restritiva da Lei. Neste ano, mesmo depois de ter anunciado as férias tanto ao Sindicato como aos professores, que iniciariam em 22 de janeiro, a instituição não pagou os salários dentro no prazo legal, que era 19 de janeiro. Na ocasião, a Ulbra limitou-se a informar ao Sindicato a impossibilidade financeira de efetuar os pagamentos e que estaria adiando o início das férias para o dia 26. Mesmo assim, voltou a não honrar os pagamentos dentro do prazo. O Sinpro/RS ingressou com ação coletiva com pedido de antecipação de tutela. Somente na reunião de conciliação, ocorrida na Justiça do Trabalho de Canoas, no dia 29 de janeiro, a Ulbra anunciou o pagamento para a mesma data. Mas a inadimplência salarial estendeu-se para o pagamento de salários de janeiro em outras unidades da instituição.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS