Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 112 | Ano 12 | Abr 2007
EXTRAPAUTA

A coordenação-geral do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) pretende avaliar neste ano 249.063 estudantes de um total de 3.027 cursos de graduação. Serão avaliados cursos de 16 áreas de conhecimento: agronomia, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social, terapia ocupacional e zootecnia, tecnologia de radiologia, tecnologia em agroindústria e biomedicina. As provas estão marcadas para o dia 11 de novembro. Os dirigentes das instituições de Educação Superior são responsáveis pela inscrição no Enade de todos estudantes desses cursos que colarem grau até o dia 18 de agosto. O prazo acaba em 31 de agosto. Contudo, nem todos farão o exame – serão dispensados os universitários inscritos que não forem selecionados pelo MEC (o exame é feito por amostragem) e aqueles que estão cursando atividades curriculares fora do Brasil na data da prova (em instituição conveniada com a faculdade de origem). Mas os que não forem selecionados na amostra e queiram participar do exame podem pedir à coordenação de seus cursos que os inscrevam como voluntários. O prazo final é 4 de outubro. A lista dos estudantes selecionados será divulgada até o dia 25 de setembro. Os locais de prova serão anunciados até 22 de outubro. Também é de responsabilidade da instituição de ensino divulgar essas informações a seus universitários. A participação no Enade é condição fundamental para a conclusão de curso superior. A falta do aluno implica sua não colação de grau. O Enade faz parte do Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) e seu objetivo não é dar nota ao aluno, mas avaliar a qualidade do ensino que está sendo oferecido a ele. Também compõem o Sinaes a Avaliação de Curso e a Avaliação Institucional.

E os clientes da lavanderia

A Polícia Federal (PF) desarticulou, no final de março, uma organização que, segundo os policiais, praticava crimes financeiros há pelo menos dez anos no Estado e em Santa Catarina. O grupo teria movimentado entre R$ 2,5 e R$ 5 bilhões. Vinte pessoas foram presas. Entre os detidos, estão sócios da financeira Portocred, que, segundo a PF era utilizada como fachada para lavar o dinheiro ilegal. Foram apreendidos R$ 440.437,00, 325.520,00 dólares, 8.995 euros, 835 pesos uruguaios, 305 pesos argentinos, além de 10 gramas de ouro, 24 veículos e 20 obras de arte (quadros), 3 espingardas, 2 revólveres calibre 38 e 1 pistola 9 milímetros. Também foram apreendidos cofres, documentos e cintas com bolsos para ocultar valores junto ao corpo. Em nota divulgada à imprensa, a Portocred declarou que não possui relação com atividades criminosas e repudia a forma como a notícia foi divulgada. A superintendência da PF explicou que o esquema funcionava a partir da criação de um sistema bancário paralelo. Os criminosos realizariam diversas operações, como compra e venda de moeda estrangeira e remessa de valores ao exterior. A Receita Federal ainda não sabe o montante sonegado. Agora resta saber quem são os clientes da lavanderia.
Universidade Aberta

O MEC divulgou no final de março a relação dos pólos de apoio presenciais do sistema UAB (Universidade Aberta do Brasil), que promove o ensino superior a distância. São 174 bases, que vão iniciar as atividades em junho deste ano. Outros 117 pólos estão em fase de avaliação e adaptação para início das aulas em setembro. Com isso, até o final do ano serão 291 pólos, em 288 municípios. A UAB vai oferecer cursos de licenciatura, de bacharelado, tecnológicos e de especialização lato sensu.

EDITAL – Em nova chamada pública, os municípios que ainda não fazem parte do sistema UAB, assim como universidades públicas municipais e estaduais, foram convidados a fazer parte do programa. O prazo para a entrega das propostas encerra em 20 de abril. A relação dos pólos que iniciam as atividades em junho está disponível no site da UAB (www.uab.mec.gov.br).
Fies: renovação até 30 de abril

Os cerca de 165 mil alunos beneficiários do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) têm prazo até o dia 30 de abril para renovar seus contratos. O prazo foi prorrogado pela Portaria nº 294, de 29 de março, publicada no Diário Oficial da União. A renovação é obrigatória para aqueles que desejam continuar recebendo o financiamento da Caixa Econômica Federal. Para regularizar o contrato, o estudante deve estar matriculado em instituição de ensino superior privada cadastrada no fundo e com avaliação positiva do MEC. O estudante pode obter outras informações pelos telefones 0800 61-6161 ou 0800 574-0101 e também no site da Caixa Econômica Federal.
Analfabetismo da China

PEQUIM – O Governo chinês reconheceu um aumento do número de pessoas que não sabem ler ou escrever. Já são 116 milhões, informou a imprensa estatal do país. O número de analfabetos na China cresceu 30 milhões entre 2000 e 2005 (aumento de 34%), o que mantém o país como o segundo do mundo em número de iletrados – o primeiro é a Índia. Segundo o estudo publicado pelo jornal China Daily, um dos fatores que explica esse aumento é o fracasso dos programas de alfabetização de adultos, que beneficiaram 9,75 milhões de pessoas entre 2000 e 2005.

A nova conta-salário

Desde o início de abril, os trabalhadores brasileiros passaram a ter direitoà conta-corrente exclusiva para receber salários. A medida vale para contratos firmados entre empresas e bancos, a partir de 6 de setembro do ano passado. Nesses casos, o empregado não precisará ir ao banco. A conta será aberta automaticamente. Para os contratos com datas anteriores, o prazo dos bancos para a abertura da conta começa em janeiro de 2009. Para os servidores públicos, a conta-salário passará a ser obrigatória a partir de janeiro de 2012. De acordo com o Banco Central, a conta-salário é isenta de várias tarifas. O correntista vai poder fazer por mês cinco saques, duas consultas ao saldo e vai poder tirar dois extratos e, mesmo que não haja movimentação na conta, ela poderá ser mantida sem taxas. O correntista vai receber de graça um cartão magnético. Uma outra vantagem é que o empregado vai poder transferir o dinheiro da conta-salário para um banco que ele escolher, sem pagar CPMF e taxas. A expectativa do Banco Central é de que a medida promova maior concorrência no sistema financeiro, gerando benefícios para o usuário de produtos e serviços. As contas serão destinadas exclusivamente aos salários e não poderão receber outro tipo de depósito.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS