Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 118 | Ano 12 | Out 2007
ENSINO PRIVADO
ARTIGO

Os três dias das eleições do Sinpro/RS foram muito intensos, como bem relata a matéria nesta edição. Intensos para os que as fizeram acontecer. Esta é a expressão correta. Eleição de sindicato e ainda com chapa única é preciso fazer acontecer.

Chapa única porque o coletivo Sinpro/RS, Professor o Tempo Todo foi o único a se inscrever para as eleições do Sindicato dos Professores. Não é peculiaridade de nosso Sindicato a eleição de chapa única, mas não deixou de causar alguma estranheza por parte de professores menos atentos.

Mas já tem eleição de novo! Como devo votar? Tenho de escolher alguém desta lista? Quem é o presidente? Onde devo marcar X?

Perguntas e exclamações que revelam o pouco acompanhamento das comunicações do Sindicato sobre as eleições e menos ainda sobre o seu funcionamento mais amplo. No Sinpro/RS, o mandato da direção é de três anos, periodicidade em que se sucedem as eleições. A direção é colegiada, por isto não tem presidente. A nominata é grande porque somos um sindicato estadual que representa uma categoria de mais de 30 mil professores e o voto, com o X no quadrinho, na lateral esquerda da cédula, foi para o conjunto de colegas que integravam a chapa única que se inscreveu.

A eleição desde a campanha que a precedeu é um processo muito solitário como, aliás, tem sido a maior parte do fazer sindical. É preciso fazê-la acontecer. Tarefa e compromisso da direção que encerra sua gestão e, é claro, da chapa que se propõe a dirigir o Sindicato no próximo período. Evento que, pela participação dos professores, confere legitimidade à entidade e à sua direção para o cumprimento da própria razão de ser de um sindicato. Legitimidade para representar os trabalhadores é o requisito fundamental de qualquer sindicato que mereça este nome.

Com a convicção deste princípio, a certeza dos parâmetros democráticos que sempre balizaram a trajetória do Sinpro/RS e o senso de responsabilidade com os amplos interesses da categoria, fomos à luta. Membros da chapa, como fiscais; mesários de outras categorias; funcionários e alguns professores abnegados que se dispuseram a ajudar nas urnas fixas em suas escolas; todos na luta contra a indiferença e desinteresse por uma eleição de chapa única. Presidente da apuração e apuradores do movimento sindical e externos, de modo a garantir lisura, isenção e transparência ao processo.

O trabalho de três dias foi recompensado na sexta-feira, 14 de setembro: 66% dos associados efetivamente participaram do processo eleitoral. O melhor de tudo, 93,37% dos que votaram avalizaram o coletivo de colegas que quer dirigir o Sindicato dos Professores nos próximos três anos, respaldaram o projeto sindical que vem marcando o nosso Sinpro/RS pelo compromisso com o emprego, com o salário, com a carreira docente, com a luta pela qualidade da relação contratual dos professores com as escolas. Apoiaram também a política cidadã do Sindicato, comprometida com as necessidades, desejos e projetos dos professores para além da escola.

A vitória da Chapa Sinpro/RS, Professor o Tempo Todo é certamente mais uma conquista do nosso septuagenário Sindicato, expressão da vitalidade do seu projeto sindical plural, democrático e cidadão.

Direção ColegiadaSinpro/RS

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS