Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 119 | Ano 12 | Nov 2007
ENSINO PRIVADO
NEGOCIAÇÕES COLETIVAS 2008

Da Redação

Já está disponível no site do Sinpro/RS formulário eletrônico para que os professores façam sugestões para a pauta de reivindicações. Este início de novembro marca o começo da preparação para a Campanha Salarial de 2008. O Sinpro/RS passa a promover amplo debate nos vários segmentos da categoria, com o objetivo de colher informações e contribuições para a construção da pauta de reivindicações para a negociação coletiva em 2008. A pauta de reivindicações que será encaminhada ao Sinepe/RS será avaliada em Assembléia Geral no dia 15 de dezembro, em Porto Alegre.

Conforme Celso Stefanoski, da Direção Colegiada do Sinpro/RS, o Sindicato quer contemplar na pauta de reivindicações o mundo real das instituições. “Solicitamos aos professores que reflitam profundamente sobre as questões problemáticas dos segmentos em que atuam e nos remetam suas sugestões, tanto sobre temas que ainda não foram contemplados na Convenção Coletiva, quanto sobre cláusulas que possam ser aprimoradas”, destaca.

Serão realizadas pela entidade, no período que antecede a Assembléia Geral – que definirá a pauta de reivindicações –, reuniões de prospecção das expectativas da categoria para a próxima negociação coletiva. Ocorrerão encontros com professores, lideranças, associações de docentes em todos os níveis de ensino e segmentos educacionais de todas as regiões de abrangência do Sinpro/RS no estado. Também serão feitos seminários de áreas específicas, como EaD e Língua Estrangeira.

A avaliação da direção do Sinpro/RS é de que o cotidiano dos professores se modifica na mesma medida em que o ambiente escolar e o universo educacional também sofrem transformações, seja por questões tecnológicas, mercadológicas, econômicas ou políticas.“É papel do Sindicato, neste momento que antecede as próximas negociações salariais, fomentar a reflexão e o debate com objetivo de identificar as reais demandas da categoria. Para que esse processo se desenvolva a contento, é importante a participação efetiva dos docentes na discussão e embasamento do que será proposto e posteriormente avaliado em assembléia”, completa Amarildo Cenci, da direção do Sinpro/RS.

INFLAÇÃO – De acordo com o levantamento do Dieese, a projeção de inflação acumulada pelo INPC para março de 2008, database dos professores do ensino privado, será de 4,08%. O INPC é o índice que tem servido de referência nas negociações dos últimos anos.

ASSEMBLÉIA – Esta etapa do processo culminará no dia 15 de dezembro, quando a categoria definirá em Assembléia Geral a pauta de reivindicações a ser apresentada ao Sindicato Patronal (Sinepe/RS) para as negociações coletivas 2008. O Sinpro/RS divulgará amplamente a convocação aos professores para o encontro, que acontecerá às 14 horas, na sede estadual do Sindicato (Av. João Pessoa, 919), em Porto Alegre. As negociações coletivas com o Sinepe/RS começarão em março, data-base dos professores e funcionários do ensino privado. Com exceção dos docentes dos cursos de Língua Estrangeira, Educação Profissional, de Educação Infantil (que atuam exclusivamente com esta modalidade) e fundações, a Convenção Coletiva, assinada pelo Sinpro/RS e pelo Sinepe/RS, contempla todos os demais professores.

SUGESTÕES NO SITE – O site do Sinpro RS está à disposição dos professores, que podem fazer sua contribuição com sugestões para a elaboração da pauta de reivindicações, apontando realidades de trabalho em cada nível de ensino. Os comentários e sugestões devem ser enviados para a direção do Sinpro/RS por meio do formulário que está disponível no site www.sinprors.org.br, manifestados aos diretores do Sindicato durante as suas visitas aos estabelecimentos de ensino ou através do e-mail direcao@sinprors.org.br.

MENSALIDADES – Desde 1996, o Sinpro/RS acompanha a evolução das anuidades escolares praticadas pelos estabelecimentos de ensino privado do Rio Grande do Sul. Posteriormente, a subseção do Dieese/FeteeSul passou a fazer este monitoramento para o Sindicato. Os professores também podem contribuir para este trabalho, pois é fundamental que cheguem ao Sindicato informações sobre o reajuste das anuidades. Esses dados servem de subsídio para o Sinpro/RS nas futuras negociações salariais. O período que precede as matrículas é o mesmo em que ocorrem as definições das instituições nesse sentido. Para informar sobre o reajuste na sua escola, basta entrar em contato com o Sindicato pelo e-mail direcao@sinprors.org.br ou ligar para a direção da entidade no telefone (51) 4009 2990.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS