Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 120 | Ano 12 | Dez 2007
CULTURA
LEITURA

Com o apoio do Sinpro/RS, sindicatos dos Jornalistas, dos Bancários, Federação dos Bancários, Atempa, Adufrgs, Cpers Sindicato, entre outras entidades do movimento social e sindical, o jornal Le Monde Diplomatic Brasil foi lançado no dia 13 de novembro, na Casa dos Bancários, em Porto Alegre. Sílvio Caccia Bava, diretor da publicação, destacou que o Le Monde Brasil se apresenta como alternativa de leitura ao priorizar o debate de temas historicamente negligenciados pela grande imprensa. Para Celso Stefanoski, diretor do Sinpro/RS, “a linha editorial independente e comprometida com a cidadania é um diferencial do Le Monde, que o aproxima dos movimentos sociais organizados”. Diretor do Instituto Paulo Freire e um dos articuladores do Fórum Social Mundial, o pedagogo e filósofo Moacir Gadotti apareceu de surpresa no ato de lançamento do jornal: “O Diplô é um centro de referência do altermundismo”, resumiu. O deputado Raul Pont lembrou que, na sua gestão como prefeito, o Le Monde fazia matérias de capa e duas páginas sobre o OP na edição francesa. “Os jornais daqui mal davam uma notinha de pé de página, concorrendo com o horóscopo”, ironizou. (GC)

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS