Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 128 | Ano 13 | Out 2008
ENSINO PRIVADO
LIBERATO

Os professores da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha aprovaram, em assembléia realizada no dia 10 setembro, proposta de Acordo Coletivo com vigência até maio de 2009. Conforme o documento, os docentes terão a incorporação de 4% no salário em janeiro de 2009 e o pagamento de 15 vales-refeição a título de compensação das perdas de junho/2008 a maio/2009. Além disso, ficou expresso o compromisso de, em março de 2009, negociar um calendário de pagamento das perdas salariais não-incorporadas no percentual de 12.66%.

“A combinação entre a forte mobilização da categoria e uma expectativa do governo do Estado de melhoria nas contas deu uma condição para que se chegasse a esse acordo, com discussão futura de um calendário para reposição das perdas que remontam a 2003”, avalia Amarildo Cenci, diretor do Sinpro/RS. O acordo foi finalizado após um semestre de intensas negociações com o Grupo de Assessoramento Especial (GAE), do governo do Estado e, inclusive, com paralisações dos professores em protesto pela morosidade no processo de negociação.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS