Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 131 | Ano 14 | Mar 2009
CULTURA
CINEMA

O cinema ganhou um novo espaço em Porto Alegre. Não no formato de exibição de filmes, mas, sim, para o aprimoramento do olhar do espectador, de forma a garantir a melhor compreensão da linguagem cinematográfica. É a proposta do Núcleo de Cinema da Fundação Cultural e Assistencial Ecarta, com sede na avenida João Pessoa, 943. “Porto Alegre é uma das capitais do país com mais salas de cinema per capita. Isso sem contar a acessibilidade pelas mídias digitais e a internet. E temos profissionais altamente qualificados que podem contribuir com este projeto”.

Durante todo este ano, o Núcleo promoverá uma série de atividades. Em março, dia 31, será lançado o projeto Curtas na Ecarta – Exibição e Debate, que acontecerá até novembro, sempre na última terça-feira, das 19h às 21h30, com a exibição de pelo menos três curtas-metragens, sob um tema, seguido de debate, com a participação de integrantes das equipes dos respectivos curtas. Os filmes para o projeto foram selecionados pela Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul. A proposta do projeto é divulgar e valorizar a produção cinematográfica, com ênfase no curtametragem, constituindo público para este segmento. A entrada é franca.

“Serão oferecidas também oficinas voltadas principalmente para os professores, destacando o cinema também como um instrumento pedagógico em sala de aula”, observa Valéria Ochôa, diretora da Fundação e coordenadora do Núcleo. Para o primeiro semestre, serão três oficinas: Direção de Arte na Construção da Visualidade Cinematográfica, ministrada por Gilka Vargas e Iara Noemi, diretoras de arte; O Cinema na sala de aula, ministrada por Ivonete Pinto, jornalista, doutora em Cinema; e Fundamentos da linguagem audiovisual e o processo de realização cinematográfica, ministrada por Gilson Vargas, professor e diretor de cinema. A programação completa pode ser acessada no site da Fundação Ecarta na internet (www.fundacaoecarta.org.br)

SERVIÇO
Curtas na Ecarta para março:
31 de março – 19h às 21h30 – Entrada franca

Tema: Os desesperados – o suicídio como saída

Filmes: Três Minutos, de Ana Luiza Azevedo; Trampolim, de Fiapo Barth; Subsolo, de Jaime Lerner; e Início do Fim, de Gustavo Spolidoro.

Debate com mediação de Ivonete Pinto, Jornalista, doutora em cinema pela USP.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS