Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 137 | Ano 14 | Set 2009
ENSINO PRIVADO
FORMAÇÃO

Nos meses de junho, julho e agosto houve intensa movimentação do setor privado de ensino em prol da inclusão das IES comunitárias, confessionais, filantrópicas e sem fins lucrativos no Plano Nacional de Formação de Professores. O movimento culminou na realização do seminário Perspectivas do mercado de trabalho docente frente às novas políticas de formação de professores na sede do Sinpro/RS, no início de julho. O evento contou com a participação de gestores e professores que elaboraram um manifesto contendo várias reivindicações que foram entregues ao MEC e demais autoridades educacionais em âmbito estadual e municipal.

A principal reivindicação foi atendida parcialmente pelo MEC, que já incluiu as IES comunitárias gaúchas no Plano Nacional de Formação. Ainda falta uma posição afirmativa do Ministério quanto às filantrópicas e confessionais, que permanecem de fora.

De acordo com o que foi debatido no Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Rio Grande do Sul em agosto, inicialmente apenas as demandas de formação de professores do estado integrarão o projeto. A partir de 2010 seriam incorporadas também as demandas dos municípios, cujos dados ainda estão incompletos. O acordo para implantação do programa no RS foi assinado pela SEC e pelo MEC no final de agosto para início da implantação já no segundo semestre.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS