Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 149 | Ano 15 | Nov 2010
ENSINO PRIVADO
NEGOCIAÇÕES COLETIVAS

Assembleias regionais realizadas em outubro reafirmaram a pauta preliminar, enviada pelo Sinpro/RS ao Sinepe/RS em setembro priorizando melhorias salariais

ensino_privado_02

Foto: Igor Sperotto

Foto: Igor Sperotto

As 16 assembleias regionais realizadas pelo Sinpro/RS, durante o mês de outubro, para a elaboração da pauta completa de reivindicações 2011, reafirmaram o aumento real como ponto fundamental das negociações coletivas de 2011. O reajuste salarial com aumento real integra a pauta preliminar apresentada pelo Sinpro/RS ao Sinepe no mês de setembro. Os professores presentes nas assembleias de Porto Alegre, Bagé, Santana do Livramento, Erechim, Lajeado, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Maria, Santiago, Três Passos, Santo Ângelo, Cruz Alta, São Leopoldo, Uruguaiana e Alegrete reafirmaram as preocupações com as condições de trabalho e de saúde da categoria.

Até o fechamento desta edição ainda não tinham ocorrido as assembleias em Bento Gonçalves, Passo Fundo, Rio Grande, Horizontina e Santa Rosa. No total são 21 assembleias regionais. O último encontro será realizado no dia 9 de novembro, quando será concluída a pauta que será encaminhada ao Sinepe/RS.

Os professores reivindicam o aumento real com base no desempenho favorável da economia do país e do estado, apontado em levantamento realizado pelo Dieese (Detalhes no Especial do Ensino Privado nas páginas centrais). “As instituições de ensino foram beneficiadas por este desenvolvimento econômico. O cenário é de crescimento”, assegura a economista Ecléia Conforto, da subseção do Dieese/FeteeSul.

No mês de outubro, o Sinpro/RS parti-cipou de duas reuniões com o Sinepe/RS. No primeiro encontro, a economista Ecléia Conforto apresentou levantamento que indica o crescimento sustentável da economia brasileira. Cenário confirmado também pelo pós-doutor em Economia Fernando Ferrari Filho, painelista do seminário Matrículas 2011, realizado pelo Sinepe/RS no dia 15 de outubro para os dirigentes das instituições de ensino privado. Na segunda reunião, diretores do Sinpro/RS reafirmaram a pauta preliminar, destacando a expectativa dos professores, presentes nas assembleias regionais, sobre o aumento real de salários. O presidente do Sinepe Osvino Toillier comprometeu-se com a apresentação das reivindicações preliminares nas reuniões regionais, em novembro, com os dirigentes das instituições de ensino.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS