Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 152 | Ano 17 | Abr 2011
ELISA LUCINDA

Elisa Lucinda

Ilustração: Ricardo Machado

Ilustração: Ricardo Machado

Tronco de árvore
Jacarandá
Pé de natureza fortaleza
Deixe eu ver teus olhos
Praga de penteadeira
A mirar meus olhos
Veneno de cristaleira
Duas navalhas egípcias
Serenas a me cortejar
Minha mão boba procura
O silêncio teso de tua espada
Cavalo disparado
Nos vales do meu corpo
Entre as laranjeiras
Terra de homem
Lenha de fogueira
Minha mão boba
mistura
o suco de sua videira
Berra geme vem moço
Mordida no meu pescoço
Dentes músculos zueira colosso

Mordida no meu pescoço
Terra homem
Demônio implicante
Alivia esse sol escaldante
que é minha vida inteira
Ai, relax de minha canseira
Dá-me um músculo apenas
Onde eu possa pousar minha doideira
Rameira linda
Onde possa dormir minha meninao.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS