Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 153 | Ano 17 | Mai 2011
ENSINO PRIVADO
EDUCAÇÃO INFANTIL

Assembleia define pauta com foco no aumento real

Foto: Igor Sperotto

Assembleia define pauta com foco no aumento real

Foto: Igor Sperotto

Em assembleia no sábado, 30 de abril, em Porto Alegre (auditório do Sinpro/ RS), os professores que trabalham em escolas que atuam exclusivamente com Educação Infantil definiram a pauta de reivindicações para as negociações com o Sindicato Intermunicipal dos Estabelecimentos de Educação Infantil do Estado do Rio Grande do Sul (Sindicreches). As principais reivindicações são: reposição da inflação pelo INPC mais 2% de aumento real; férias no período de janeiro e fevereiro; recesso de sete dias em julho e Plano de Saúde com participação das escolas, além de cláusulas específicas com vistas à valorização do professor e de sua saúde.

“Nessa negociação o Sindicato está pautando a importância do reconhecimento, valorização e consolidação da função docente do professor de Educação Infantil. É preciso haver uma mudança cultural na sociedade reconhecendo essa etapa da Educação Infantil (0 a 5 anos) como escola, fundamental para a base do desenvolvimento da criança. Para tanto, devem ter professores com formação adequada e direitos respeitados”, afirma Celso Stefanoski, diretor do Sinpro/RS. A data-base da categoria é 1º de maio. A pauta de reivindicações foi entregue na primeira semana de maio ao Sindicreches com vistas ao agendamento da primeira reunião de negociação.

IDIOMAS – Os professores das escolas de idiomas também aprovaram em assembleia, no dia 29 de abril, no Sinpro/RS, a pauta de reivindicações 2011 da categoria, que tem foco na reposição da inflação pelo INPC (5,89%) mais 2,5% de aumento real. “O Sindicato segue a lógica das demais negociações e acredita que este ano, diante das evidências de crescimento da economia e o ganho real de salário da maioria das categorias, é possível conceder aumento real”, destaca Ângelo Prando, diretor do Sinpro/RS. Permanecem na pauta as reivindicações relativas à saúde, com exames periódicos, e a irredutibilidade de carga horária. As reuniões de negociação com o Sindiomas começaram no início de maio. A database da categoria é 1º de abril.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS