Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 155 | Ano 17 | Jul 2011
EXTRAPAUTA

Truculência: seguranças do ministro reprimiram protesto na Unisc

Foto: Cesar Lopes / Talentos da Comunicação / Portal GAZ

Truculência: seguranças do ministro
reprimiram protesto na Unisc

Foto: Cesar Lopes / Talentos da Comunicação / Portal GAZ

Seguranças do ministro do STF, Gilmar Mendes, e policiais à paisana reprimiram com violência uma manifestação de estudantes no campus da Unisc, na noite de 3 de junho. Responsável pelo voto que acabou com a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista e por ações de criminalização contra os movimentos sociais, Mendes estava fazendo uma palestra para acadêmicos de Direito e foi alvo de manifestação de alunos de Jornalismo. Eles foram interpelados pela segurança do ministro quando tentavam estender faixas em frente ao anfiteatro do Direito com as frases “Cozinheiros em ação”, “Política qualquer um faz, jornalismo não” e “Jornalista fiel escudeiro da democracia”. O Sindicato dos Jornalistas do RS repudiou a agressão aos estudantes e ressaltou a mobilização pela aprovação da PEC 33/09, que tramita no Congresso Nacional e restabelece a obrigatoriedade do diploma para o exercício do Jornalismo.

Evento discutiu influência de Paulo Freire

Estudioso dos movimentos sociais e de experiências de Educação Popular na América Latina, o sociólogo e educador peruano Oscar Jara foi painelista da 13ª edição do Fórum de Estudos: leituras de Paulo Freire, realizado de 26 a 28 de maio, na Unijuí, em Santa Rosa, com apoio do Sinpro/RS. O evento reuniu educadores e pesquisadores em Educação e ativistas sociais para debater as contribuições do educador brasileiro na Educação Popular. Jara, que foi aluno de Freire, afirma que há uma revitalização dos movimentos no continente e que isso mantém a vigência das propostas do pensador brasileiro em termos de autonomia e protagonismo das populações. “A Educação é um processo de construção do sujeito, das pessoas como capazes de compreender e transformar o mundo. Nessa medida, as ideias de Paulo Freire têm muita vigência como desafios em todas as práticas educativas. Mas isso não significa que a gente tenha que sair por aí repetindo as suas frases, embora ele tenha dito coisas muito legais, muito lindas, como “eu não quero que me repitam, eu quero que me reinventem”, disse Jara em entrevista ao EC. Para ilustrar sua tese de revitalização do movimento no continente, o sociólogo citou experiências brasileiras, a exemplo das escolas do MST gaúcho.

Dano moral

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) condenou a Unisinos e a PUC do Paraná a indenizações por dano moral contra ex-professoras que tiveram seus nomes publicados nos sites das universidades. As sentenças, proferidas em dois julgamentos distintos, são de pagamento de R$ 18 mil pela Unisinos e R$ 13 mil pela PUCPR.

Brasileiro na ONU

O ex-ministro da Segurança Alimentar do Brasil, José Graziano da Silva, foi eleito em junho o novo diretor- geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. Na disputa com o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros da Espanha, Miguel Moratinos, recebeu 92 dos 180 votos da FAO. José Graziano, que em entrevista à Rádio ONU definiu como prioridade acabar com a fome no mundo, é o primeiro latino-americano a comandar a agência – ele já dirigiu a FAO para América Latina e Caraíbas, com sede em Santiago do Chile. A posse será em primeiro de janeiro de 2012.

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS