Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 156 | Ano 17 | Ago 2011
ENSINO PRIVADO
RANKING SALARIAL 2011

ensino_privado_05

Not available

Not available

Sinpro/RS reformulou e aperfeiçoou o Ranking Salarial dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul e está reativando este serviço no site do Sindicato a partir de agosto (www.sinprors.org.br/ranking). Nele são divul-gados os valores hora/aula praticados no mercado do ensino privado gaúcho a partir de levantamento feito junto às instituições. Os valores estão atualizados conforme reajuste previsto na Convenção Coletiva de Trabalho 2011, entre Sinpro/RS e Sinepe/RS, para os estabelecimentos de Educação Básica e Superior.

O ranking considera apenas as instituições que pagam acima do piso e conta com filtros por mantenedora, regional (do Sindicato), cidade ou nível de ensino, além de permitir outros cruzamentos, em uma região ou cidade específica. “Na medida em que a questão salarial está posta como centro da luta dos professores do ensino privado, este ranking tem por objetivo estimular e subsidiar o debate sobre esse tema entre os professores”, explica o diretor do Sinpro/RS, Marcos Fuhr. Segundo ele, a luta por melhores salários não se restringe às negociações com os sindicatos patronais, mas também compreende conquistas mais específicas por instituição. “Essa ferramenta se tornou um importante instrumento de informação e por isso a dinamizamos em nosso site para que os docentes possam, a partir das informações ali encontradas, refletir, fazer comparações e discutir a respeito. Na verdade, o mercado paga valores muito diferenciados e em algumas situações apresentam discrepâncias que não se justificam”, conclui Fuhr.

Em foco – a composição dos salários

No início de agosto, o Sinpro/RS também distribuirá uma nova publicação aos professores do ensino privado que atuam nas escolas que formam a base do Sinepe/RS (Educação Básica e Superior). Trata-se do Em Foco, veículo que destacará, a cada edição, um aspecto da relação contratual dos professores com as escolas. Nesta primeira edição, a questão central é o salário e sua composição. O diretor do Sinpro/RS, Marcos Fuhr, afirma que a partir da interação que o Sindicato tem com os professores foi constatado que muitos desconhecem a forma de cálculo do seus salários mensais. “A publicação apresenta de forma didática essas informações, além de sistematizar melhor para o professor a composição da sua remuneração”, explica.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS