Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 157 | Ano 17 | Set 2011
EXTRAPAUTA

Extrapauta

Foto: Igor Sperotto

Foto: Igor Sperotto

O movimento Fora Ricardo Teixeira, que reivindica o afastamento do presidente da CBF e a apuração de denúncias de corrupção na entidade, realizou protesto na Esquina Democrática, centro de Porto Alegre, no dia 5 de agosto. A mobilização questionou a condução dos preparativos para a Copa do Mundo de Futebol da Fifa de 2014 no Brasil, com a bandeira “Por uma Copa do Povo” e acusou Teixeira de se perpetuar à frente da CBF há 20 anos, tendo sido mantido presidindo a entidade até 2015. O ato teve duração de cerca de 2 horas e uma caminhada até a avenida Siqueira Campos. A mobilização foi organizada pela Frente Nacional dos Torcedores (FNT), Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre! (Anel), Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas) e pelo movimento estudantil. O movimento tem se disseminado nas redes sociais Twitter e Facebook.

A lentidão dos ministros

O projeto Meritíssimos, da ONG Transparência Brasil, revela que os ministros Joaquim Barbosa, Marco Aurélio e Dias Toffoli, três dos dez em atividade no STF, concentram 50% dos 64,4 mil processos sem resolução na Corte. Toffoli herdou mais de 10 mil processos do falecido Menezes Direito. Mas no caso de Barbosa e Marco Aurélio, o acúmulo de processos sem decisão se deve a um desempenho mais lento na comparação com outros ministros. Enquanto Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello demoram 60 semanas para decidir sobre processos tributários, Barbosa demora 114 semanas e Marco Aurélio, 82. Os ministros demoram em algumas matérias. Nas Ações Diretas de Inconstitucionalidade, por exemplo, Cezar Peluso e Celso de Mello se mostram duas vezes mais lentos que Ellen Gracie ou Mendes. A íntegra do relatório está em www.transparencia.org.br/docs/merit-out2010.pdf.

Governo quer mudança na Previdência

O secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência, Leonardo Rolim, afirmou que o governo vai enviar ao Congresso, ainda neste semestre, uma nova proposta para modificar o fator previdenciário, mesmo que não chegue a um texto de consenso com as centrais sindicais. As centrais reivindicam o fim do dispositivo (medida prevista no PL 3299/08), porque ele reduz o valor das aposentadorias em aproximadamente 30%. Entretanto, de acordo com Rolim, o Executivo não trabalha com a hipótese de extinção do fator. Já o presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), Álvaro Solon França, afirmou que o déficit da Previdência “é um mito”. Ele apresentou estudo realizado pela entidade que mostra um superávit nas contas da Previdência de R$ 58 bilhões em 2010, atestando que o atual sistema nacional é sustentável.

40% das universidades fora dos critérios

Quase 40% das universidades brasileiras não cumprem um dos critérios exigidos pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) para operarem como universidades. De 184 instituições, 67 (36,4%) não apresentam o mínimo de três programas de mestrado e um de doutorado, exigência feita à instituição para que ela ostente o status de universidade. Além disso, 15 delas não têm nenhum programa em funcionamento. Os dados são de um levantamento de Antônio Freitas, membro da Câmara de Educação Superior do CNE. O estudo, que levou em consideração os dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do fim de março, também detectou que a diferença entre a média do Índice-Geral de Cursos (IGC) das instituições públicas e privadas é inferior a 1 ponto.

Educação e Tecnologia I

A Universidade de Michigan, no EUA, lançou a LectureTools, ferramenta que introduz computadores e celulares para desenvolver aulas interativas e manter a atenção dos alunos. O programa foi projetado pelo professor de Ciência da Universidade, Perry Samson. LectureTools é um sistema criado para estabelecer uma dinâmica de perguntas e respostas, assim como para tomar notas durante as aulas. Os professores podem sugerir atividades interativas e os estudantes respondem a elas através de seu notebook ou telefone celular. A ferramenta começou como um projeto de pesquisa. A Universidade estima que 4 mil alunos utilizem o sistema inicialmente.

Educação e Tecnologia II

A Escola de Medicina da Universidade de Yale, nos EUA, começou a disponibilizar para cada um dos seus estudantes iPads 2 para que sejam usados durante as aulas teóricas e práticas. Segundo a instituição, o objetivo é substituir todos os materiais impressos pelos tablets, o que deve colaborar com a preservação da natureza e com a redução de gastos. Todo o material do currículo acadêmico, que antes era disponibilizado em apostilas impressas, poderá ser acessado pelos tablets.

Extrapauta

Foto: Internet

Foto: Internet

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS