Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 159 | Ano 17 | Nov 2011
ENSINO PRIVADO
ALEGRETE

A ex-tesoureira da Urcamp Alegrete, Tânia Nair Batista, foi condenada pela 8ª Câmara Criminal do TJRS por furto mediante fraude, no último dia 19 de outubro. Também foram condenadas Maria da Glória dos Santos Saraiva e Eliane dos Santos Saraiva. Elas eram acusadas de desviar quase meio milhão de reais da Universidade da Região da Campanha de Alegrete (Urcamp).

Tânia cumprirá pena de cinco anos e cinco meses de reclusão em regime semiaberto mais 70 dias-multa, no valor de 1/10 do salário mínimo. Maria da Glória e Eliane dos Santos Saraiva receberam pena de quatro anos e dois meses de reclusão cada uma, em regime semiaberto, mais 50 dias-multa, também à razão de 1/10 do salário mínimo. Quanto ao pró-reitor do campus de Alegrete à época dos fatos, Mário Aldemar Pereira Thompson Flores, e outros três funcionários da Universidade, os desembargadores decidiram manter a absolvição em razão da insuficiência de provas.

CRIME – Conforme denúncia do Ministério Público, entre os anos de 2004 e 2006, a tesoureira Tânia Nair Batista forjou a concessão de descontos a alunos na mensalidade, matrícula e rematrícula, falsificando as assinaturas dos estudantes e tomando posse dos valores. Os cheques eram depositados nas contas de Maria da Glória dos Santos Saraiva e de sua filha Eliane dos Santos Saraiva, a fim de ocultar a origem das quantias desviadas. O caso foi notícia no Extra Classe em 2006.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS