Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 163 | Ano 17 | Mai 2012
ENSINO PRIVADO
ULBRA

Uma parcela dos professores que foram desligados da Ulbra a partir de 2010 ainda aguardam a homologação de suas rescisões contratuais. Ao todo, 73 professores não tiveram suas rescisões homologadas devido a dívidas da instituição com o FGTS. O assunto tem sido ponto de pauta em reiteradas reuniões do Sindicato com a Ulbra desde o ano passado. Na última reunião, no dia 14 de abril, a Reitoria se comprometeu mais uma vez em regularizar a situação. Até o fechamento desta edição haviam sido agendadas apenas 14 homologações para a primeira quinzena de maio. “O problema se agravou no começo deste ano pela existência de um número ainda indefinido de professores com carga horária zerada e sem definição da sua condição contratual”, ressalta Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS