Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 171 | Ano 18 | Mar 2013
ENSINO PRIVADO
URCAMP

Na Universidade da Região da Campanha (Urcamp), os meses de recesso letivo foram marcados pelo descontentamento dos professores em decorrência de novos atrasos nos pagamentos. Em janeiro, não foram pagos nos prazos os salários de dezembro por conta de bloqueios judiciais das contas da instituição. A irregularidade levou o Sinpro/RS a ajuizar nova ação coletiva, obtendo na 2ª Vara do Trabalho de Bagé antecipação de tutela ao pedido, medida que autorizou a Universidade priorizar salários.

Em fevereiro, contrariando as expectativas e descumprindo o acordo realizado em dezembro de 2012, a Urcamp voltou a prática de pagamentos diferenciados nos diferentes campi, saldando no prazo acordado apenas os salários de janeiro dos docentes do campus Bagé. A Reitoria foi noti cada para o pagamento da multa por descumprimento do acordo coletivo. “Os atrasos e a inversão de prioridade nos pagamentos geraram grande contrariedade dos professores dos campi fora de Bagé. O descumprimento do acordo atesta a incapacidade da Reitoria em estabelecer um tratamento uniforme para os professores da Urcamp”, critica Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS