Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 178 | Ano 18 | Out 2013
EXTRAPAUTA
AGROTÓXICOS I

Produtores de arroz e trigo gaúchos estão utilizando defensivos agrícolas ilegais comprados em veterinárias do Uruguai, sem nenhum registro ou controle sanitário. Segundo a Polícia Federal, o contrabando de agrotóxicos por produtores gaúchos teve um crescimento superior a 30% desde o ano passado. Em setembro, a Operação Ceifa cumpriu mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e de busca e apreensão em Guaíba, Santa Cruz do Sul, Morrinhos do Sul, Bagé e Jaguarão, com o objetivo de desarticular uma rede de contrabando comandada por produtores rurais. A organização era monitorada desde fevereiro. Os produtos trazidos do Uruguai eram armazenados em Jaguarão e distribuídos a agricultores de diversas regiões do estado. Também foi localizado um centro de distribuição em uma fazenda de produção de arroz em Guaíba. Além de apreender 1,5 tonelada de defensivos agrícolas ilegais, a PF prendeu seis pessoas em fl agrante. De janeiro a setembro, foram interceptadas no estado 6,6 toneladas de veneno, contra 4,2 toneladas em 2012. Dez quilos do agrotóxico ilegal Herbex, um defensivo proibido no Brasil e frequentemente apreendido pelos agentes, são suficientes para pulverizar uma área equivalente a 3 mil campos de futebol.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS