Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 179| Ano 18 | Nov 2013
ENSINO PRIVADO
ULBRA

Assembleia definiu pelo protesto de um dia

Foto: Gilson Camargo

Assembleia definiu pelo protesto de um dia

Foto: Gilson Camargo

Os professores da Ulbra realizaram um Dia de Paralisação em 1º de outubro nos três turnos nos campi da região Metropolitana e de Carazinho, como forma de protesto pelos atrasos salariais e como ato afirmativo da necessária primazia dos salários na destinação das receitas da Celsp/Ulbra. No dia de paralisação houve reunião com a Reitoria e audiência no juízo da conciliação no Tribunal Regional do Trabalho, tendo como pauta a prioridade dos salários dos professores e funcionários.

Ainda no final de setembro o Sinpro/ RS buscou junto à Justiça do Trabalho a antecipação de tutela para bloqueio de valores para a integralização dos salários pendentes e vincendos. “Ainda assim os pagamentos no mês de outubro foram marcados por atrasos e parcelamento e, ao final do mês, ainda não havia a integralidade do salário de setembro pago”, destaca Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS. Os pagamentos vêm sendo efetivados com base nos bloqueios judiciais e refletem a efetiva receita da instituição.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS