Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
Nº 183 | Ano 19 | Mai 2014
ENSINO PRIVADO
LEILÃO AMERICANO | SESI/SENAI

A publicação, no início de abril, de edital de leilão determinado pela Justiça do Trabalho do prédio do Colégio Metodista Americano e do respectivo terreno, em Porto Alegre, trouxe a público ação movida pelo Sinpro/RS desde 2003 cobrando multas por atraso no pagamento do salário de agosto daquele ano. Com o pagamento, pela instituição, dos débitos restantes, o leilão foi suspenso, mas a rede metodista foi notificada para pagar as despesas do leilão marcado e honorários da leiloeira, no montante de R$ 994.995,00.

Comunidade pede tombamento das instalações

Foto: Igor Sperotto

Comunidade pede tombamento das instalações

Foto: Igor Sperotto

Em outubro de 2013, a instituição já havia sido citada por três vezes para o pagamento do saldo da dívida. A divulgação do leilão ensejou, durante o mês de abril, grande repercussão pública e desgaste de imagem da instituição. Ocorreram manifestações da comunidade e iniciativa pelo tombamento das instalações do Colégio Americano/IPA, devido ao seu valor histórico.

“O ocorrido deveu-se especialmente a uma postura de intransigência por parte
da atual gestão, resistente ao diálogo com a representação sindical. Foi a gestão do Americano/IPA que deu o colégio, avaliado em 33 milhões, à penhora, frente a uma dívida de menos de 200 mil reais”, afirma Marcos Fuhr, diretor
do Sinpro/RS.

SESI/SENAI
Dissídio na Justiça
O Sinpro/RS ingressou em abril com pedido de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho para ter reconhecidas as reivindicações dos professores do Sesi e Senai do Rio Grande do Sul. A decisão foi da assembleia geral de professores realizada após negociação frustrada entre representantes do Sinpro/RS e do Sindicato patronal (Sindepars).

Conforme Cássio Bessa, diretor do Sinpro/RS, a direção do Sindicato patronal
ofereceu apenas o que já estava negociado com o Senalba, que representa os demais funcionários do sistema Fiergs. Entre as propostas estão a reposição de 5,56% da inflação e 0,44% de aumento real, totalizando 6% de reajuste salarial. “O pagamento de adicional por aprimoramento acadêmico e a indisponibilidade na última semana de julho, entre outras, não foram atendidas”, destaca o dirigente. Os professores ainda terão a imposição de um Plano de Carreira na educação básica do Sesi e Senai, que não contempla os anseios dos professores.

EXTRA CLASSE
Mais de 5,5 mil acessos
Com conteúdo exclusivo para a web, o site do jornal Extra Classe (www.extraclasse.org.br) registrou mais de 5,5 mil visualizações em apenas um mês. Inaugurado no dia 12 de março, o espaço traz a íntegra da edição do mês, o arquivo das edições anteriores e a produção de conteúdo exclusivo. Semanalmente são publicadas novas reportagens, galerias de fotos e entrevistas no Exclusivo!Web. Dentre os temas já abordados, o crescimento da produção de arroz orgânico em assentamentos no Rio Grande do Sul; e educação privada vista como negócio e os lucros ilícitos vindos deste modelo de gestão.

TEXTUAL
Lançamento da nova edição
A 19ª edição da Revista Textual, publicação semestral do Sinpro/RS, circula no final deste mês e traz artigos sobre o tema futebol, poder e violência; contemporaneidade e religiões; sofrimento psíquico atual no trabalho dos professores; sobrecarga de trabalho não remunerado; Pronatec; e abertura de novos cursos de Medicina.

A publicação é distribuída em mãos aos associados do Sinpro/RS. Contatos pelo fone 51. 4009–2991. A íntegra de todas as edições está em www.sinprors.org.br/textual.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS