Jornal Extra Classe - Jornalismo além da superfície
27/04/2018
ENSINO PRIVADO

Os universitários apoiam a greve dos professores, iniciada na última quarta, 25, por falta de pagamento dos salários de março
Por César Fraga
Estudantes do IPA entregam reivindicações à Reitoria

Foto: Reprodução/Facebook

Estudantes realizam atos diários em apoio à greve dos professores

Foto: Reprodução/Facebook

O Movimento dos Estudantes do IPA realizou uma assembleia de alunos na noite desta sexta-feira, 26, no Centro Universitário Metodista em apoio à greve dos professores, iniciada na última quarta-feira, 25, pela falta de pagamento dos salários de março. No encontro, os universitários definiram o rumo do movimento e suas reivindicações.

Segundo eles, os  problemas não estão centralizados em cursos específicos, mas que todos os cursos se encontram em estado de intensa precarização. Dentre eles, citam na Carta entregue à Reitoria: laboratórios dos cursos da saúde se encontram com materiais vencidos, e alguns foram fechados e não estão em bom estado de uso; quadras da Educação Física estão em más condições e materiais específicos do cursos estão em falta ou em más condições também; e a biblioteca não consegue suprir as necessidades dos cursos e das bibliografias que são entregues aos alunos no cronograma

Em reunião com os professores, na sede do Sinpro/RS, no final da tarde, os estudantes relataram que se reuniram com o bispo da 2ª Região Eclesiástica da Igreja Metodista, Luiz Virgílio Silva da Rosa para revelar a insatisfação com a gestão do Centro Universitário, com a centralização administrativa em São Paulo e com a inversão de prioridades nos pagamentos dos salários dos professores dos cursos vigentes em contraponto a investimentos que estariam ocorrendo para cursos futuros (Odontologia, Cosmetologia e Gastronomia). As informações, segundo os estudantes, teria causado espanto ao bispo. Também foi relatado que os comentários dos estudantes  nas redes sociais nos perfis do IPA são apagados e que wi fi tem sido cortado durante as manifestações em apoio à greve para dificultar o aparecimento dos atos nas mídias sociais.

GREVE – No próximo dia 2 de maio os docentes farão nova assembleia para definir os rumos do movimento.

Confira a íntegra da Carta aberta à Reitoria com as reivindicações e descontentamentos dos alunos.

 

 

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.
© Copyright 2014, Jornal Extra Classe - Todos os direitos reservados.

Os comentários estão encerrados.


CONTEÚDOS RELACIONADOS