GERAL

Pergunta de Mestre

Publicado em 24 de outubro de 1999

Como lidar com a ansiedade dos pais frente ao período de testes, possibilidade de reprovação e problemas de aprendizagem ou conduta?

 

Para a psicopedagoga clínica e vice-presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia, Clara Geni Berlim, uma das situações mais delicadas na relação entre escola e família é quando professores e orientadores precisam expor aos pais as dificuldades do filho em relação à aprendizagem, conduta ou relacionamento. “Os pais projetam nos filhos todos os seus ideais e sonhos de sucesso e, na maioria das vezes, a escola tem que apresentar uma realidade difícil de enfrentar”, analisa. Clara entende ser fundamental os familiares compreenderem que estes apontamentos não têm uma pretensão destrutiva em relação às qualidades do aluno, mas sim na direção de que é preciso investir para favorecer o desenvolvimento dele. “Para que uma parceria se estabeleça é importante um vínculo de confiança entre a escola e a família de uma forma que elas possam compreender a situação e buscar estratégias comuns que apoiem a criança ou adolescente”, ressalva a psico-pedagoga.

Na opinião de Clara, cabe à escola apresentar uma observação compreensível e objetiva do desenvolvimento do aluno, como também das estratégias que utiliza para favorecer a construção e os avanços no processo educativo. “A partir de contatos sistemáticos é possível sensibilizar os pais e torná-los participantes ativos, capazes de auxiliar o filho, o que certamente causará uma diminuição da ansiedade”, ensina. E ela faz um alerta: “caso haja um profissional especializado – psicopedagogo, psicólogo, psiquiatra ou outro – trabalhando com criança ou adolescente em questão, é importante um contato mais estreito a fim de que ele possa auxiliar esta família”.

* A coluna Pergunta de Mestre é publicada mensalmente pelo Extra Classe . Suas questões podem ser encaminhadas pelo e-mail comunica@sinpro-rs.org.br ou pelo telefone (051) 211.1150

Comentários