GERAL

Oprah pede justiça no caso João de Deus

As mulheres que afirmam ser vítimas do médium criaram um movimento na internet para sensibilizar a apresentadora
Da Redação / Publicado em 13 de dezembro de 2018

Foto: Reprodução/YouTube

Depois das denúncias, Oprah tirou do ar o vídeo da entrevista realizada em 2012 co João de Deus, em Abadilândia, no estado de Goiás

Foto: Reprodução/YouTube

Na última quarta-feira, 12 de dezembro, a apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, que em 2012 visitou o médium João de Deus , acusado de ter abusado de mais de duas centenas de mulheres, emitiu uma nota sobre o caso. Ela declarou ter “empatia” pelas mulheres que acusaram o médium de abuso sexual após terem procurado tratamento espiritual e que espera que a “justiça seja feita”. Depois das denúncias, ela tirou do ar o vídeo da entrevista realizada em 2012, em Abadilândia, no estado de Goiás.

As mulheres que afirmam ser vítimas do médium se mobilizam e criaram um movimento na internet intitulado #oprahweneedyou (Oprah, nós precisamos de você) com o objetivo de que a repercussão do escândalo chegue até a apresentadora.

Na mesma quarta-feira, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu à Justiça estadual a prisão preventiva do médium. O pedido será analisado pelo fórum de Abadiânia. O MP montou uma força tarefa para investigar as denúncias de abuso sexual que teriam sido cometidas pelo médium. Em dois dias, 200 relatos foram reunidos.

 

Comentários

Siga-nos